25-03-2020 Francisco Gomes/Marlene Sousa Imprimir PDF     Print    Print

Infetados com Covid-19

A confusão dos números por causa da trapalhada na comunicação

Todos querem saber se há infetados no seu concelho, mas desde o início da pandemia que a comunicação das entidades que têm esses dados tem sido uma autêntica trapalhada, com a autoridade de saúde local a dizer que não lhe compete nem há interesse em divulgar, remetendo para a Direção-Geral de Saúde (DGS), que por sua vez apenas transmite os números por regiões, não dando uma informação concelhia. Contudo, algumas autarquias furam este esquema, considerando haver pertinência em esclarecer os habitantes, perante os boatos que correm nas redes sociais. Finalmente, na tarde de terça-feira, a Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCim), que reúne doze concelhos, anunciou que passa a publicar a situação epidemiológica nos municípios da Região Oeste.

Até às 16 horas de segunda-feira o Hospital das Caldas da Rainha só tinha internado um doente idoso infetado com a Covid-19, revelou fonte hospitalar, sem adiantar pormenores, quando confrontada por vários jornalistas.
“Em vinte e tal suspeitos por dia foram registados dois casos positivos, um foi para o Hospital de Santa Maria e o outro está internado nas Caldas. Todos os outros tiveram alta para casa e não se confirmou a positividade”, descreveu.
O primeiro caso foi registado há dias no Casal da Cruz, na freguesia de Santa Catarina, nas Caldas da Rainha, como o JORNAL DAS CALDAS divulgou. É um idoso de 67 anos. Quatro familiares infetados estão de quarentena em casa e quatro bombeiros da corporação da Benedita, todos do sexo masculino, com idades entre 24 e 49 anos, que o transportaram em dois dias diferentes ao hospital das Caldas da Rainha, cumprem isolamento domiciliário de catorze dias, apesar de não estarem infetados.
Quanto ao segundo caso, fonte hospitalar disse apenas tratar-se de “uma pessoa de idade”, assegurando não haver relação com o doente de Santa Catarina, presumindo-se que seja o doente que ao princípio da noite de segunda-feira o Município do Bombarral anunciava ser o primeiro caso positivo de um doente infetado pela Covid-19 registado naquele concelho.
O presidente da Câmara do Bombarral, Ricardo Fernandes, disse ao JORNAL DAS CALDAS tratar-se de um homem de cerca de 70 anos, com vários problemas de saúde e que está acamado.
O infetado durante as últimas semanas ter-se-á deslocado à unidade das Caldas da Rainha do CHO por motivos de saúde e está agora internado no hospital.
Ricardo Fernandes revelou que o delegado de saúde já esteve em casa do homem no Bombarral e que a esposa e outra senhora que viviam com o doente estão em quarentena e a ser acompanhadas.
A autarquia, que justificou a divulgação porque “a situação epidemiológica no país permanece em evolução e importa informar a população da evolução da pandemia a nível local”, indicou que o homem é residente na União de Freguesias de Bombarral e Vale Covo.
A responsável de uma equipa que trabalha com idosos, nomeadamente com o infetado do Bombarral, manifestou que, apesar de ter estar protegida com equipamentos de segurança, toda a equipa “está quarentena à espera de fazer os testes” para ter certeza se houve ou não contaminação pelo homem, morador em Vale Covo.
“Neste momento ao todo somos trinta pessoas em isolamento”, revelou, adiantando que “nenhuma de nós tem sintomas”. “O senhor tinha uma infeção respiratória pulmonar e foi inúmeras vezes no mês de março ao hospital por não se encontrar bem de saúde. Chegou a ir duas vezes no mesmo dia ao hospital, pois mandavam-no sempre para casa”, descreveu.
Uma enfermeira caldense que trabalha em Lisboa será o sexto caso das Caldas da Rainha contido no mapa da situação epidemiológica na região Oeste divulgado pela OesteCim. Contudo, a sua residência será na capital.
Entretanto, a Câmara Municipal de Peniche anunciou na passada sexta-feira que foi confirmado um infetado com a Covid-19 no concelho.
“A pandemia causada pelo novo coronavírus atingiu, infelizmente, um cidadão do nosso concelho. Após realização de análise e contra-análise, foi validado como caso positivo. Estão a ser executadas as medidas de prevenção junto da família mais próxima e da população da área de residência”, revelou a autarquia.
Trata-se de um homem com mais de 70 anos, residente em Geraldes, que está internado numa unidade hospitalar de Coimbra, enquanto a esposa se encontra em casa sob vigilância e acompanhamento médico.
Um segundo caso foi detetado na terça-feira no concelho de Peniche. “De imediato foram tomadas as medidas de prevenção junto da comunidade próxima”, avançou a Câmara. De acordo com o Município, nesse dia havia onze suspeitos assintomáticos, onze em quarentena e dois a aguardar análise.
Na região Oeste, o concelho de Torres Vedras era o que na terça-feira tinha mais infetados – sete. Segundo o Município, existiam, ainda, dez casos suspeitos, que se encontravam a aguardar os resultados laboratoriais. Foram feitos 135 contactos sob vigilância das autoridades de saúde.
Também na terça-feira foram revelados os dois primeiros casos positivos de Covid-19 no concelho de Alenquer. “São pessoas que viajaram de Espanha, onde terão contraído o vírus. Em nenhum dos casos existiram contatos sociais na comunidade, havendo um deles decidido fazer quarentena à chegada a Portugal, na qual lhe surgiram os primeiros sintomas, e no outro caso, os sintomas terão aparecido ainda durante a viagem com destino a Portugal, tendo seguido para acompanhamento médico”, relatou a autarquia, que anunciou que fará diariamente entre as 12h00 e as 13h00 a atualização dos números. Adiantou ainda não existirem casos suspeitos a aguardar resultado laboratorial.
A Câmara do Cadaval anunciou que até à passada terça-feira de manhã não havia casos confirmados de Covid-19 no concelho, encontrando-se sete casos em vigilância ativa. Em Óbidos e na Nazaré as respetivas autarquias divulgaram também não ter conhecimento de infetados nos seus concelhos. Segundo a autarquia nazarena, “um munícipe realizou testes no Hospital de Leiria, aguardando pelos resultados de despistagem na sua residência”.
Em Alcobaça, uma mulher de 73 anos, de Pataias, foi internada no Centro Hospitalar de Leiria depois de ter isolada voluntariamente em casa. Veio a acusar positivo no teste do novo coronavírus, foi revelado pela União de Freguesias de Pataias e Martingança.
Estes casos foram os divulgados por entidades oficiais, podendo, no entanto, estarem desfasados da realidade. E a confusão vai continuar. Por exemplo, a Comissão de Utentes do CHO, que é independente dos órgãos administrativos do CHO, anunciou na segunda-feira à noite que “atualmente, no Hospital de Caldas da Rainha, existem quatro doentes confirmados”.
Interpelada a prestar esclarecimentos, a autoridade de saúde local responde apenas que “a DGS e o Ministério da Saúde são os únicos órgãos oficiais para libertação de dados e de informação sobre a Covid-19, não podendo existir fontes paralelas de informação, que assim causam “ruído” na comunicação com os jornalistas ou com os cidadãos. Acrescenta-se que todas as notícias que tenham outras fontes são consideradas notícias falsas”.
A DGS não respondeu ao JORNAL DAS CALDAS.
Na tarde de terça-feira, a OesteCim anunciou que passa a publicar a situação epidemiológica nos municípios da Região Oeste, tornando público um quadro cujos dados horas depois já estava desatualizado.
Em síntese, eis o número de doentes confirmados com Covid-19 nos doze concelhos do Oeste: Alcobaça (1), Alenquer (2), Arruda dos Vinhos (0), Bombarral (1), Cadaval (0), Caldas da Rainha (6), Lourinhã (0), Nazaré (0), Óbidos (0), Peniche (2), Sobral de Monte Agraço (0) e Torres Vedras (7). Total: 19.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar