30-08-2018 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

Ana Pagará nomeada diretora do Mosteiro de Alcobaça em regime de substituição

A diretora do Mosteiro de Alcobaça em regime de comissão de serviço desde março de 2015, Ana Fátima Pagará, foi nomeada diretora do mosteiro agora em regime de substituição, de acordo com um despacho publicado em Diário da República.

O despacho que nomeia Ana Fátima Pagará, diretora do Mosteiro de Alcobaça desde 23 de março de 2015 em regime de comissão de serviço, reporta-se ao despacho da diretora-geral do Património Cultural, datado de 22 de março último.
Nomeada agora em regime de substituição “até à designação de novo titular na sequência de procedimento concursal de seleção”, Ana Fátima Martelo Pagará é técnica superior da Câmara Municipal de Mafra e, segundo a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), “tem aptidão e perfil adequados para o exercício do cargo” conforme a nota curricular publicada em anexo ao despacho.
Nascida em Lisboa em 05 de agosto de 1971, Ana Fátima Martelo Pagará licenciou-se em História, vertente de História da Arte, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1993, completou o mestrado em recuperação do património arquitetónico e paisagístico, na Universidade de Évora, em 1999, onde, entre este ano e 2005, se doutorou no ramo de conservação do património arquitetónico.
Do currículo da diretora do Mosteiro de Alcobaça constam, designadamente, a criação e realização da estratégia de gestão cultural deste mosteiro bem como a elaboração do seu Plano Diretor.
Ana Fátima Martelo Pagará foi também membro da comissão de acompanhamento da Rede do Património Mundial de Portugal, em representação da DGPC (2016), representante da DGPC/Mosteiro de Alcobaça e dos restantes membros portugueses no conselho de administração da Carta Europeia de Abadias e Sítios Cistercienses/Itinerário Cultural do Conselho da Europa, desde 2015 e 2016, respetivamente.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar