05-06-2019 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

“Borboleta Bombeira” ajuda a prevenir fogos florestais

“A Borboleta Bombeira” é título de um livro infantil lançado em Óbidos com uma história sobre a ação dos bombeiros no combate aos incêndios. A partir da personagem de um insecto procura-se sensibilizar as crianças para os cuidados a ter em defesa da floresta.

[+] Fotos
Livro feito com os contributos de crianças
Este é um livro feito com carimbos, com a história sobre os incêndios rurais criada com os contributos de crianças que frequentam a Escola de Infantes e Cadetes da corporação de bombeiros de Óbidos e outras da freguesia de Amoreira, cuja junta é a promotora da iniciativa, sob a orientação da animadora Sílvia Santos, colaboradora da Câmara Municipal.
Foi proposto às crianças que fizessem uma história sobre a ação dos bombeiros no combate aos incêndios na floresta, incidindo na vertente da prevenção. As crianças interiorizaram a ideia de que um simples pacote deixado na floresta pode incendiar-se, daí a necessidade de agir, podendo também elas serem os melhores transmissores das medidas de proteção da floresta.
O livro foi apresentado no passado sábado, no quartel dos bombeiros de Óbidos. Diana Mateus, da Escola de Infantes e Cadetes, declarou que “a mensagem principal é mesmo passar às crianças o que fazer em risco de incêndio”. “Escolhemos a borboleta como personagem de ajuda aos bombeiros”, referiu.
João Silva explicou que “a borboleta retrata muito bem o que os animais da floresta sofrem quando há um incêndio e também incentiva as crianças a interessarem-se”. “Caso haja lixo nas florestas já sabem que é melhor apanhar para prevenir os incêndios”, relatou Tomé Antunes.
“A floresta depende de nós, tal qual todo o ambiente, e se não for a geração mais nova a protegê-la e a sensibilizar os adultos, também não há ninguém que os vá sensibilizar para os perigos que pode haver”, disse Ana Azevedo.
A animadora Sílvia Santos comentou que “o adulto complica e a criança descomplica, por isso penso que esta narrativa é mais fácil de entender, não é necessário saber ler as palavras mas sim ler as imagens, e consegue-se perfeitamente entender o que a criança quis passar”.
Vanessa Rolim, presidente da junta de freguesia de Amoreira, apontou que o objetivo é também “difundir e levar a que outras crianças se vão sensibilizando para todas estas questões”.
“Elas sentem-se também valorizadas vendo que no seu dia a dia as suas aprendizagens e brincadeiras estão a contribuir para um bem maior”, manifestou José Pereira, vice-presidente da Câmara de Óbidos.
“É um livro feito por crianças para outras crianças. Naturalmente depois vai ser muito mais fácil passar a mensagem para os pais e restantes familiares, porque eles são muito sensíveis à comunicação das crianças do que à comunicação dos adultos”, sustentou Marco Martins, comandante dos bombeiros de Óbidos.

Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar