15-10-2021 Economia,Sociedade,Política,Lusa JL Imprimir PDF     Print    Print

CDU obtém resultados históricos nas Autárquicas e promete uma oposição de propostas para o desenvolvimento local

A CDU Nazaré classificou históricas as últimas eleições autárquicas no concelho. Depois de 36 anos, a CDU voltou a ter lugar no executivo municipal, aumentando para o dobro a percentagem de votos para a Câmara Municipal, relativamente às eleições de 2017.

De forma inédita, a CDU venceu a junta de freguesia de Valado dos Frades (JFVF) com uma margem muito alargada para a segunda força mais votada e com mais do dobro dos votos em relação à candidatura do PS, que governou aquela autarquia nos últimos 8 anos.
Para a Assembleia Municipal (AMN) também houve registo de uma subida significativa, com a CDU a conseguir mais um deputado eleito diretamente. Fica agora a CDU a contar com 4 elementos no seu grupo político na AMN, visto que o presidente da JFVF é membro deste órgão por inerência.
Na assembleia de freguesia da Nazaré, a CDU continua a contar com um deputado, onde também se assistiu a uma subida significativa da votação, facto que levou quase à eleição de um segundo deputado neste órgão.
A subida de votação para a assembleia de freguesia de Famalicão ainda não foi suficiente para eleger um deputado, que o partido acredita ser possível já nas próximas eleições de 2025.
Para a Coligação, estes resultados “reforçam as responsabilidades e a necessidade de responder de forma afirmativa às expectativas e esperanças que as populações depositaram na força partidária”.
“A CDU afirma-se destacadamente como a terceira força política no poder local democrático, não só no país como no concelho da Nazaré, rebatendo e desmontando todas as mistificações criadas e desejos escondidos de implosão eleitoral da CDU que, registe-se, no concelho da Nazaré foi a força política que mais cresceu em termos de votos e de mandatos”.
Nas contas aos votos depositados nas urnas do ato eleitoral, a CDU assinala “a grande queda da massa eleitoral que o PS obteve, perdendo para a CMN 29,68% dos votos (-1201 votos), e consequentemente um vereador, uma junta de freguesia (JFVF), bem como a maioria na AMN”.
“Esperamos que este PS saiba interpretar aquilo que as populações lhes quiseram mostrar, que no fundo revelam que este tipo de políticas de espetáculo permanente está a saturar os munícipes e não disfarçam as enormes dificuldades que muitos continuam a sentir no nosso concelho”.
Os níveis históricos de abstenção no concelho (55,45%) são também destacados pela CDU na análise às Autárquicas 2021. Para a coligação, o afastamento dos eleitores das urnas “demonstra que quem tem governado o município não tem conseguido motivar as populações para a participação cívica e para o envolvimento nas decisões nos vários domínios da nossa voda coletiva. Basta dizer que só em relação ao nosso concelho vizinho, a diferença na abstenção são mais 12 pontos percentuais – o que é, de facto, muito preocupante”.
Sobre os próximos 4 anos, a CDU assegura que “tudo fará para servir as populações durante os próximos 4 anos, denunciando aquilo que houver para denunciar e, fundamentalmente, propondo políticas alternativas que possam ir ao encontro das necessidades dos trabalhadores e do povo deste território”.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar