16-09-2020 Marlene Sousa Imprimir PDF     Print    Print

Covid-19

Centro de testes drive-thru abre nas Caldas

O laboratório de análises clínicas Lumilabo colocou em funcionamento um centro de testes à Covid-19, em regime de drive-thru, para dar resposta à segunda vaga de infeções pelo novo coronavírus. O centro de testes Covid-19 está a funcionar desde o dia 15 de setembro nas Caldas da Rainha, no edifício do antigo jardim de infância Colmeia (Infancoop), na Rua Filinto Elísio (rua que sobe para o Bairro Azul). O espaço foi cedido pela Câmara Municipal. Foi instalada uma tenda onde a pessoa não precisa de sair do veículo para fazer o teste da Covid-19 e tem capacidade, “numa primeira fase, para realizar cerca de 60 testes por dia”, disse Cristina Ferreira Gomes, diretora técnica da Lumilabo.

[+] Fotos
O laboratório Lumilabo colocou em funcionamento nas Caldas um centro de testes à Covid-19 em regime de drive-thru
Além do drive-thru o centro tem ainda a valência normal, onde quem pretenda deslocar-se a pé também pode fazer o teste à Covid -19.
“Em Caldas da Rainha não tenho conhecimento que haja outro sistema igual a funcionar, portanto, achámos que era uma mais-valia para a população desta região, nomeadamente, quem não queira sair do seu veículo para fazer o teste”, adiantou a responsável.
Dado o feedback de satisfação dos clientes relativamente ao centro de testes à Covid-19 em regime de drive-thru que o laboratório Lumilabo tem em Lisboa, a diretora técnica disse que “há pessoas que têm muito medo de entrar num centro e preferem fazer o teste na sua viatura” daí trazer a mesma metodologia para as Caldas.
No local estará no início “um técnico (enfermeiro) em permanência para efetuar as recolhas através da zaragatoa, que são fiáveis e mais precisas para detetar o novo coronavírus”. “A amostra é depois enviada para o laboratório, sendo que o tempo até à revelação dos resultados será de 24 a 48 horas. Em caso de urgência o laboratório consegue até 12 horas”, revelou Cristina Ferreira Gomes.
Os testes de diagnóstico à Covid-19 no novo centro drive-thru poderão ser feitos através do Serviço Nacional de Saúde e há acordos com as principais seguradoras de saúde. Existe ainda um protocolo com o Governo Regional da Madeira, que oferece o teste à Covid-19 a quem queira viajar para aquela ilha. O laboratório envia depois os resultados para as entidades de saúde no Funchal.
A examinado pode aparecer sem marcação para fazer o teste ou se preferir agendar basta telefonar para o número 800 200 978. O centro de testes funciona das 8h00 às 10h00 e entre as 13h00 e 15h00. Há disponibilidade para agendar para um pouco mais tarde caso seja necessário.
Luís Gomes, que é um dos administradores e acionistas da Lumilabo, vive em Caldas da Rainha, daí também a decisão de trazerem o centro para este concelho.
Tinta Ferreira, presidente da Câmara das Caldas da Rainha, salientou que é o terceiro laboratório nas Caldas que está a fazer testes à Covid-19. “Somos um centro de serviços e há muitas pessoas que não vivem no concelho, mas trabalham nas Caldas, daí a maior procura destes testes e a necessidade de darmos resposta”, sublinhou.
O autarca receia a segunda vaga do vírus e a necessidade de fazer testes “é efetiva”. “As empresas e autoridades públicas já perceberam que há vantagens em ter um número de laboratórios suficiente para poder dar resposta”, acrescentou.
Segundo o autarca, o que diferencia este novo espaço é “o fácil acesso, que permite a situação de drive-thru e a pessoa não precisa de sair da viatura para fazer o teste”.
Tinta Ferreira considera que três laboratórios privados nas Caldas a fazerem testes à Covid-19 já são suficientes e espera que este processo “não dure muito tempo e a vacina venha rapidamente”. No entanto, considera que neste momento a interação “pública/privada é importante no sentido de garantir as condições necessárias para que toda a gente possa ter acesso a testes”.
O presidente da Câmara enalteceu o papel da responsável pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES Oeste Norte) na orientação das unidades de saúde para esta situação epidemiológica.
"Nós temos conseguido trabalhar em conjunto na resposta às necessidades das populações ", disse Tinta Ferreira.
Ana Pisco, diretora executiva do ACES Oeste Norte, elogiou o laboratório Lumilabo e a Câmara “em trazerem para aqui mais um centro de testagem e com esta inovação de drive-thru, onde o utente não tem que sair do veículo”. “Esperamos minorar a segunda vaga e que consigamos na zona Oeste estar como até agora, onde não estamos muito mal em comparação com o panorama nacional”, sublinhou.
Para Ana Pisco o fundamental é “prevenir ao máximo para detetar os surtos mais rapidamente possível, para agir de preferência nas 24 horas imediatas em que seja detetado o surto”.
A responsável disse ainda que a Unidade de Saúde Pública tem estado a trabalhar com as escolas para a abertura no ano letivo, onde tem estado a desenvolver estratégias em caso de algum surto nos estabelecimentos de ensino.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar