02-02-2021 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Covid-19

17 mortes numa semana nas Caldas, 106 na região Oeste

No espaço de uma semana houve 106 óbitos associados à Covid-19 na região Oeste, novo máximo de sempre em sete dias, elevando o total para 473. Foi em Torres Vedras que se verificaram mais falecimentos neste período – 30.

De acordo com a divulgação até à madrugada de 2 de fevereiro, o concelho de Torres Vedras registava 124 óbitos.
Caldas da Rainha é o segundo município com mais falecimentos, sendo agora 80 (mais 17), seguindo-se Alcobaça – 47 (mais 8), Alenquer – 45 (mais 10), Arruda dos Vinhos – 44 (mais 9), Peniche – 33 (mais 3), Óbidos – 26 (mais 8), Lourinhã – 22 (mais 7), Sobral de Monte Agraço – 17 (mais 7) Bombarral – 12 (mais 2), Cadaval – 12 (mais 2) e Nazaré – 11 (mais 3).
O único concelho que descreve os falecimentos por freguesias é Alenquer: 13 (mais 2) na União de Freguesias de Carregado e Cadafais, 7 (mantém) na Carnota, 7 (mais 2) na Abrigada e Cabanas de Torres, 7 (mais 4) na União de Freguesias de 3 (mais 2) em Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha, Alenquer, 3 (mantém) em Olhalvo, 2 (mantém) em Meca, 2 (mantém) em Ventosa, e 1 (mantém) em Vila Verde dos Francos.
Em relação aos casos ativos na Região Oeste, passaram de 4700 para 5951 (mais 1251). O concelho com o número mais elevado é Torres Vedras – 1353 (menos 11).
Seguem-se Alenquer – 1174 (mais 807), Alcobaça – 806 (menos 14), Caldas da Rainha – 598 (mais 57), Peniche – 467 (mais 105), Arruda dos Vinhos – 430 (mais 78), Lourinhã – 301 (mais 93), Nazaré – 238 (mais 19), Sobral de Monte Agraço – 236 (mais 71), Bombarral – 158 (mais 32), Óbidos – 142 (mais 28) e Cadaval – 48 (menos 14).
Em Óbidos havia 65 ativos na freguesia de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, 34 nas Gaeiras, 14 no Olho Marinho, 10 na Amoreira, 8 em A-dos-Negros, 6 na Usseira e 5 no Vau.
Em Alenquer existiam 325 ativos na União de Freguesias de Alenquer (mais 252), 256 na União de Freguesias de Carregado e Cadafais (mais 179), 172 na Aldeia Galega da Merceana e Aldeia Gavinha (mais 99), 76 na freguesia de Meca (mais 41), 69 em Carnota (mais 60), 64 em Ribafria e Pereiro de Palhacana (mais 51), 62 em Ventosa (mais 49), 57 na Abrigada e Cabanas de Torres (mais 18), 43 em Olhalvo (mais 22), 26 em Vila Verde dos Francos (mais 20) e 24 na Ota (mais 16).
Em Torres Vedras havia 215 (menos 141) casos suspeitos a aguardar os resultados laboratoriais e 2309 (menos 442) contactos sob vigilância ativa das autoridades de saúde.
Em Peniche os casos ativos eram registados na cidade (272, mais 127), em Atouguia da Baleia (115, menos 19), em Ferrel (70, menos 3) e Serra d’El Rei (10, mantém). Havia 707 (menos 128) pessoas em quarentena ou sob vigilância.
Na Nazaré havia 165 (mais 11) casos na vila, 46 (mais 8) em Valado dos Frades e 27 (mantém) em Famalicão.
Em Alcobaça, os casos ativos distribuíam-se da seguinte forma: União de Freguesias de Alcobaça e Vestiaria – 140; Turquel – 103; Évora de Alcobaça – 94; Benedita – 92; Aljubarrota – 85; Cela – 85; União de Freguesias de Pataias e Martingança – 49; Alfeizerão – 38; Vimeiro – 36; Bárrio – 34; União de Freguesias de Coz, Montes e Alpedriz – 22; Maiorga – 20; São Martinho do Porto – 8.
Na Lourinhã havia 6 pessoas em vigilância passiva e 444 em isolamento.
Em Sobral de Monte Agraço havia 201 pessoas em vigilância ativa (efetuada pela autoridade de saúde), 300 em vigilância sobreativa (efetuada pelos médicos de medicina geral e familiar) e 501 em isolamento.
Nos restantes concelhos do Oeste não foram divulgadas mais informações.
Não pertencendo à região Oeste, mas por ser um concelho que faz fronteira com o de Caldas da Rainha, eis os dados referentes a Rio Maior: 38 óbitos (mais 13), 647 casos ativos (mais 186) e 557 sob vigilância ativa (menos 574). No total houve 1796 casos (mais 437) e 1111 recuperaram (mais 238).
Total de casos confirmados: Torres Vedras – 4859 (mais 697); Alcobaça – 2408 (mais 229); Alenquer – 3145 (mais 981); Caldas da Rainha – 2100 (mais 216); Peniche - 1424 (mais 284); Arruda dos Vinhos – 1056 (mais 161); Lourinhã – 1029 (mais 267); Nazaré – 642 (mais 106); Sobral de Monte Agraço – 691 (mais 158); Óbidos – 488 (mais 83); Cadaval – 443 (mais 62); Bombarral – 396 (mais 72).
Total de casos recuperados: Torres Vedras – 3382 (mais 678); Alenquer – 1926 (mais 164); Alcobaça – 1555 (mais 235); Caldas da Rainha – 1422 (mais 142); Peniche – 924 (mais 176); Lourinhã – 646 (mais 107); Arruda dos Vinhos – 582 (mais 74); Sobral de Monte Agraço – 438 (mais 80); Nazaré – 393 (mais 84); Cadaval – 383 (mais 74); Óbidos – 327 (mais 54); Bombarral – 226 (mais 38).

Caldas no risco extremamente elevado

Segundo o boletim da Direção Geral da Saúde, a avaliar pela incidência cumulativa a 14 dias no período de 13 a 26 de janeiro, todos os concelhos do Oeste se encontram no nível de risco extremamente elevado (960 ou mais casos por 100 mil habitantes), excepto o Cadaval, que se mantém no nível muito elevado (480-959 casos por 100 mil habitantes).
Arruda dos Vinhos é o concelho do Oeste que apresenta um índice mais elevado de casos e o Cadaval o mais baixo: Arruda dos Vinhos – 2102 (mais 421); Torres Vedras – 1808 (mais 186); Nazaré – 1765 (mais 755); Sobral de Monte Agraço – 1746 (mais 525); Peniche – 1566 (mais 264); Óbidos – 1502 (mais 472), Alenquer – 1489 (mais 459); Alcobaça – 1419 (mais 35); Lourinhã – 1303 (mais 549); Caldas da Rainha – 1173 (mais 347); Bombarral – 1091 (mais 358); Cadaval – 717 (mais 125). Rio Maior apresenta o índice 2611 (mais 859).
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar