25-02-2021 JL Imprimir PDF     Print    Print

Covid-19: Nazaré cria fundo de emergência social no valor de 200 mil euros

O Executivo da Câmara da Nazaré aprovou um conjunto de medidas destinadas a reduzir os impactos financeiros da pandemia Covid-19 sobre os munícipes e as empresas instaladas no concelho.

Em abril de 2020 tinham sido aprovadas linhas extraordinárias de apoio social e económico destinadas a minimizar as consequências da doença na vida das pessoas e das empresas, tendo a autarquia adequado, esta semana, as medidas à situação.

“É tempo de intensificar este esforço, nomeadamente através da minoração dos impactos financeiros junto dos nossos munícipes, pois é expectável que a situação socioeconómica das famílias agrave substancialmente, bem como das empresas que escolheram o nosso município para desenvolverem as
suas atividades”, refere a proposta enviada pelo Presidente da Câmara, Walter Chicharro, à reunião do executivo.

Ainda de acordo com o documento, as medidas aprovadas são as “adequadas à situação” atual, mas serão reavaliadas permanentemente, podendo ser ampliadas caso as circunstâncias o justifiquem.

Entre as medidas está o fundo de emergência social, no valor de 200 mil euros, para apoiar famílias, empresas e instituições em situação de vulnerabilidade devido à pandemia de Covid-19.

O fundo integra um conjunto de medidas aprovadas pelo executivo camarário para “reduzir os impactos financeiros da pandemia de covid-19 sobre os munícipes e as empresas instaladas no concelho”, de acordo com um comunicado da câmara municipal.

Segundo a autarquia, algumas das medidas agora aprovadas decorrem de iniciativas que já tinham sido implementadas em abril de 2020, no início da pandemia, e que foram agora “adequadas à situação atual”.

Entre as novas medidas, a câmara da Nazaré destaca a cooperação com o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Oeste Norte no apoio à vacinação de pessoas consideradas prioritárias para a primeira fase da administração da vacina contra a Covid-19, bem como a criação de um posto de comando municipal para apoio à unidade de saúde pública local, nomeadamente no rastreio de contactos.

A colaboração com o ACES já tinha sido prestada na administração da vacina da gripe sazonal a maiores de 65 anos.

Na área da educação, as medidas passam pela articulação permanente com o Agrupamento de Escolas Amadeu Gaudêncio, ao qual já se deslocou uma equipa da autarquia “para empréstimo de material educativo às famílias sem material informático e acesso à Internet, em caso de aulas síncronas”.

Depois de no primeiro confinamento ter mantido o fornecimento de refeições aos alunos dos escalões A e B, enquanto as escolas estiveram encerradas, a Câmara reativou agora a medida, bem como a “reapreciação dos escalões de Apoio Social Escolar, por alteração da situação socioeconómica dos agregados familiares”, podendo os escalões continuar a ser alterados sempre que a situação o justificar.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar