04-09-2020 Imprimir PDF     Print    Print

Detido suspeito de agredir ex-mulher ao longo de 30 anos

Um homem que é suspeito de agredir a ex-mulher ao longo da relação de três décadas foi detido na Lourinhã pela GNR no passado dia 1, tendo o tribunal determinado, após primeiro interrogatório judicial, que deverá permanecer sob vigilância eletrónica em casa, ficando em prisão preventiva até que tal se mostre viável.

A detenção foi efetuada pelo Comando Territorial de Leiria da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE).
A GNR revelou que no âmbito de uma investigação pelo crime de violência doméstica, apurou-se que o suspeito, de 53 anos, “havia agredido física, verbal e psicologicamente a sua esposa, uma mulher de 46 anos, durante uma relação de 30 anos”.
O suspeito, “consumidor habitual de bebidas alcoólicas e produtos estupefacientes, tinha vindo a intensificar o seu comportamento violento e agressivo para com a sua ex-companheira, levando a vítima a pôr termo à relação em março do corrente ano, por não aguentar viver aquele clima de terror”.
“O agressor, que já havia sido condenado pela prática do crime de violência doméstica, e lhe tinham sido aplicadas as medidas de coação de proibição de aproximação da vítima e seus filhos, e de os contactar por qualquer meio, persistiu em persegui-la por não aceitar o fim da relação e o abandono da mesma e dos seus filhos da residência familiar, tendo controlado a sua vida diária, os seus percursos diários e vigiado a sua residência atual”, adianta a GNR.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar