09-01-2021 Marina Ferreira Imprimir PDF     Print    Print

França contra Trás-os-Montes num “combate gastronómico”

A Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO), nas Caldas da Rainha, retomou o projeto “Sustentabilidade à Mesa”, com a primeira sessão de 2021 na passada quinta-feira, onde levou a região de Trás-os-Montes a “combater” contra França.

[+] Fotos
Os convidados presentes
O almoço decorreu no restaurante pedagógico Ferreira da Silva e todos os pratos foram confecionados e servidos pelos alunos do terceiro ano dos cursos de técnicas de cozinha e pastelaria, e técnicas de serviço de restauração e bebidas.
O produto destacado inicialmente foi o pão, com uma mostra de cinco variedades, entre elas a baguette e o pão de alfarroba, sementes tostadas, avelã e alperce. Todas as variedades foram produzidas na escola pelos próprios alunos do curso de padaria avançada, sendo este um curso com uma amplitude nacional, pois é único na rede de escolas do Turismo de Portugal, contando com cinco edições e iniciando a sexta dentro de um mês. As inscrições estão abertas até 13 de fevereiro.
Já sentados no restaurante pedagógico, foi servido um cocktail tipicamente francês, com camus (cognac) e cointreau (licor com sabor a laranja). A primeira iguaria apresentada foi uma vichyssoise, uma sopa fria com alho francês, aipo, batata e aveludada com natas.
Para prato principal de peixe foi servido um bouillabaisse, confecionado com peixes brancos e mariscos. Para acompanhar, o vinho eleito foi um rosé, de 2017 da região do Douro, “Vila Real”.
A hora de Trás-os-Montes demonstrar o seu valor chegou com o prato principal de carne, a tradicional feijoada à transmontana, com carne de porco e feijão vermelho. O vinho que acompanhou o prato foi um tinto francês de 2016, da região de Bordeaux, “Chantet Blanet”. O momento doce da refeição destacou, uma vez mais, a região portuguesa, com um toucinho do céu de Murça, sobremesa confecionada à base de gemas de ovo, calda de açúcar, amêndoa e acompanhada de gelado de toranja. Ainda foi servido um espumante da região da Bairrada, “Caves de São João”.
O duelo foi renhido até ao fim, mas Trás-os-Montes foi o vencedor. A classificação foi obtida através de votação individual com um QR code disponibilizado em cada mesa, cumprindo assim todas as medidas de segurança e higiene.
O almoço contou com a presença de Fernando Sá, antigo aluno da rede de escolas do Turismo de Portugal e profissional na área desde 1989. Atualmente é o diretor da nova unidade hoteleira em Caldas da Rainha, o hotel Campanile, que irá abrir portas brevemente. Pedro Afonso também esteve presente como elemento da equipa deste hotel.
Maria do Carmo Brandão, diretora da Alliance Française de Caldas da Rainha e Santarém, e o chefe Ramiro Ferreira, luso-francês, formador na área de padaria e fundador do curso, também participaram no almoço.
O “combate gastronómico” contou ainda com o chefe de cozinha Vicent Farges, e Miguel Reis, chefe de sala do restaurante Epur, em Lisboa.
Duas regiões voltam ao “combate” neste projeto que traz o mundo à EHTO na próxima quinta-feira, altura em que Alemanha e Madeira encerram este semestre de almoços temáticos.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar