30-01-2020 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

“Imagina um Tesouro”: livro que mostra aos mais novos o Património Mundial no Centro de Portugal foi apresentado no Mosteiro de Alcobaça

O Dormitório do Mosteiro de Alcobaça foi, no passado dia 14, um palco privilegiado para a apresentação do livro "Imagina um Tesouro - quatro lugares que vais guardar como um tesouro". Este projeto editorial surge no âmbito da operação Lugares Património Mundial do Centro de Portugal e propõe uma viagem de descoberta pelos quatro lugares classificados pela UNESCO como Património da Humanidade no Centro de Portugal: Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro da Batalha, Convento de Cristo e Universidade de Coimbra, Alta e Sofia.

A obra foi desenvolvida pela editora Planeta Tangerina e contou com a colaboração dos serviços educativos dos quatro lugares Património da Humanidade. O objetivo principal é auxiliar a experiência turística dos públicos escolares e famílias na visitação aos quatro espaços, de uma forma divertida e cheia de curiosidades. O livro vai ser distribuído no contexto de visitas escolares aos monumentos.
A apresentação contou com a presença de Pedro Machado, Presidente do Turismo Centro de Portugal, Paulo Inácio, Presidente da Câmara de Alcobaça, Bernardo Campos, representante da CCDRC, e as coordenadoras do projeto editorial educativo ‘’Imagina um tesouro – Quatro Lugares que vais guardar como um tesouro’’, Isabel Minhós e Maria Manuel Pedrosa.
Na ocasião, Paulo Inácio elogiou os méritos da operação Lugares Património Mundial do Centro, promovida pelo Turismo Centro de Portugal, pelos municípios de Alcobaça, Batalha, Coimbra e Tomar e pela Universidade de Coimbra. “Preservar e promover o nosso património, sensibilizando as novas gerações para a sua importância é uma responsabilidade permanente por parte dos decisores políticos e institucionais. O nosso património é um legado milenar que irá continuar a sê-lo através de iniciativas como esta”, sublinhou o autarca.
No mesmo sentido, Bernardo Campos frisou uma mudança de paradigma na forma como Portugal trata os seus monumentos. "Nem sempre tratámos bem os muitos espaços notáveis que os nossos antepassados nos deixaram. Felizmente, agora estamos a fazer ao contrário: estamos a tratar bem não só daquilo que é nosso mas que é de todos. É essa a nossa responsabilidade", declarou.
Pedro Machado destacou o facto de o património ser "um dos produtos turísticos que mais tem contribuído para aumentar a atratividade da região Centro de Portugal", com reflexos no aumento de visitantes que se verifica ano após ano. "E já que somos capazes de captar tantos turistas, podemos também captar novos públicos. Este livro segue esse caminho, ao induzir as visitas à região, com uma nova abordagem ao património. É sempre possível continuar a surpreender no património", disse. "Todos temos a obrigação de deixar o património melhor do que encontrámos", acrescentou.
Por parte das autoras do livro, que apresentaram a obra, Isabel Minhós realçou que "este livro pode ser uma boa porta de entrada para os mais novos conhecerem a História de Portugal". E fá-lo de forma criativa: a estrutura do livro inclui vários blocos que estimulam a imaginação, casos de "Tudo começou assim", "Um Tesouro chega até nos", "Consegues imaginar?", "Observa" ou "Curiosidades".
Desde 2015 que o Município de Alcobaça integra o projeto “Era Uma Vez: Monges, Cavaleiros e Reis – À Descoberta dos Mosteiros Património Mundial do Centro”, uma iniciativa conjunta com Tomar, Batalha e Coimbra, que dá aos alunos do 4º ano destes quatro municípios a oportunidade de conhecerem de perto os quatro monumentos Património da Humanidade da região centro. Este livro agora publicado irá funcionar como suporte de visitação aos alunos que estão a participar na corrente edição do projeto e será oportunamente oferecido aos alunos do 5ª e 6º ano que participaram nas edições anteriores.
O Livro vai ser distribuído no contexto de visitas escolares aos monumentos.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar