16-01-2019 Mariana Martinho Imprimir PDF     Print    Print

Através da gastronomia a EHTO viajou até Marrocos

A gastronomia marroquina marcou presença no restaurante pedagógico da Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO) na passada sexta-feira, com mais uma edição do projeto “À La Carte”, que pretende aproximar a realidade escolar ao mercado de trabalho, fazendo os alunos trabalhar com carta e obrigando-os a maior diálogo no serviço.

[+] Fotos
Grupo de alunos responsáveis pela confeção do almoço
Depois dos sabores da gastronomia moçambicana, que inspirou a última ementa do projeto, chegou a vez de uma refeição que colocou em destaque alguns dos pratos tradicionais de Marrocos. Tratou-se de um almoço preparado pelos alunos do 3º ano do curso Técnico de Cozinha e Pastelaria, e servido pelos do 2º ano de Técnico de Serviço de Restauração e Bar. Para os clientes não apreciadores da gastronomia marroquina, havia também a escolha de alguns pratos da tradicional comida portuguesa.
Na chegada à escola, os alunos serviram aos clientes o chá verde com menta, gengibre e mel. Mas para os que preferiram um aperitivo com um forte sabor apimentado, puderam provar o Moscow mule, composto por vodka, gengibre e sumo de limão.
Para a entrada, havia duas opções, sopa de cevada ou sopa de cenoura.
Na carta dos pratos, os clientes puderam escolher entre Tajine de Peixe, Couscous com Tajine de Kefta, bacalhau com broa ou feijoada à portuguesa.
Para a sobremesa havia duas opções, jabane com amêndoa (folhado de amêndoa, massa brick e um creme de iogurte e leite condensado, com limão) ou pudim de pão.
Segundo os alunos responsáveis pela confeção deste almoço (João Silva, Diogo Simões, Diogo Pereira e Diogo Jacinto), “optámos pela Turquia, por ser um país com uma gastronomia muito diferente daquela que estamos habituados a preparar”.
Para o menu português, os alunos procuraram “inovar a cozinha tradicional, não mexendo nas receitas que estão bastante vincadas, mas sim dando-lhe um novo empratamento, e um toque gourmet”, como foi o caso do feijoada e do bacalhau com broa.
No que diz respeito aos pratos marroquinos, os alunos procuraram “manter as raízes e os sabores da cozinha marroquina”. Além disso, explicaram que “tanto o prato de peixe como o de carne envolveram muitas especiarias”. No caso da sobremesa, foi “uma experiência engraçada, pois tivemos que pesquisar vários elementos para construir a Jabane com amêndoa”.
Igualmente confessaram, que o menu envolveu uma “preparação intensa e ainda muito estudo e pesquisa da nossa parte”.
Para acompanhar, havia o vinho branco Sobral Santar, colheita de 2017, e tinto DR Reserva de 2014.
O restaurante pedagógico da escola teve neste almoço temático a presença do enólogo da Aveleda Vinhos, Pedro Costa, que depois da refeição participou no workshop "Vinhos Verdes", no âmbito da preparação do concurso de harmonizações que o Turismo de Portugal está a desenvolver nas 12 escolas de hotelaria, em parceria, com aquela empresa de Penafiel.
Este workshop, segundo o responsável, tem como objetivo “contribuir para a legitimação e divulgação dos jovens talentos portugueses, na área da cozinha e restauração, apoiando os alunos na vertente de harmonização de pratos com vinhos”, e ainda, “educar e divulgar a importância desta componente, selecionando e promovendo a melhor harmonização com os vinhos Aveleda e com Adega Velha”.
Foi uma atividade bastante enriquecedora para os alunos do 3º ano do curso de Técnicas de Cozinha/Pastelaria e os de 2ºano do curso de Técnicas de Serviço de Restauração e Bebidas, que tiveram a oportunidade de degustar alguns produtos da empresa. Posteriormente, a EHTO vai enviar a sua candidatura ao concurso "Harmonizações por Aveleda", onde incluirá a sua proposta para o menu completo, que será composto por três pratos, que harmonizem com os vinhos Aveleda, e composto por um digestivo feito com Adega Velha. Cada prato deverá ser harmonizado com uma das quatro referências Aveleda em concurso – Aveleda Alvarinho, Quinta da Aveleda Alvarinho e Loureiro, Aveleda Loureiro e Reserva da Família Alvarinho.
Para o diretor da EHTO, Daniel Pinto, “esta iniciativa traz motivação e um grande incentivo aos alunos da escola”. Aproveitou ainda para recordar algumas das atividades que a escola vai participar nos próximos meses, como a realização de duas visitas de estudo a Madrid e França, o intercâmbio de um aluno de TCP, durante um mês no Instituto da V.M. Salgaocar, em Goa, e ainda a realização do Concurso Intraescolas do Turismo de Portugal, que será nos dias 11,12 e 13 de fevereiro, na EHTO.
O próximo e o último almoço deste semestre do projeto “À La Carte”, será no dia 25 de janeiro, dedicado à gastronomia brasileira.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar