17-09-2020 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

Campanha da Maçã de Alcobaça IGP teve iniciou rodeada das medidas de segurança para trabalhadores

A produção de Maçã de Alcobaça IGP (Indicação Geográfica Protegida) certificada na actual campanha deverá atingir as 60.000 toneladas (t) – ou 500 milhões de frutos, aproximadamente –, indica a Associação dos Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA).

O processo de certificação da Maçã de Alcobaça IGP da nova campanha, no ano em que uma das maiores preocupações dos produtores é evitar contágios entre trabalhadores com o novo coronavírus.
“Acompanhamos as medidas de prevenção ao COVID-19 que estão a ser implementadas nos pomares da Maçã de Alcobaça IGP de acordo com as orientações da DGS”, decorre a campanha de recolha dos frutos.
“De forma a minimizar os riscos de propagação da COVIV-19 está a ser acrescentado aos diferentes sistemas de certificação das Organizações de Produtores membros da APMA, um Manual de Boas Práticas, que foi elaborado pela Associação de Produtores de Maçã de Alcobaça, com o objetivo de compilar um conjunto de medidas práticas a adotar pelos produtores de Maçã de Alcobaça IGP, durante a operação da colheita”, refere a Associação.
Os produtores de Maçã de Alcobaça IGP “querem continuar a desempenhar um papel fundamental na alimentação dos portugueses, mas também e em simultâneo querem continuar a ser verdadeiros agentes de promoção da Saúde Pública à semelhança do papel que tiveram nesta matéria desde o aparecimento da doença na Europa, quando ainda estavam por calibrar, selecionar e comercializar cerca de 50% das Maçã de Alcobaça IGP da campanha anterior”.
Nessa altura, através das suas Organizações de Produtores, tiveram de implementar fortes mudanças e musculadas medidas de prevenção dos seus diferentes colaboradores, produtores, embaladores e comunidade técnica, numa verdadeira missão de saúde pública, com sucesso e sem qualquer registo até a atualidade.
Essas medidas, esse papel de agentes de saúde pública e os resultados obtidos até ao momento, motivaram esta comunidade a empenharam-se ainda mais em criar as medidas necessárias para que a colheita decorresse com a máxima tranquilidade e responsabilidade possível.
Para além das medidas e das ações práticas, a formação dos grupos tem sido uma constante e uma insistência incansável, uma vez estarem envolvidos muitos jovens, por vezes demasiados corajosos e por outras demasiados descomprometidos por verificarem os seus pares em férias, nas praias, nas esplanadas e em lugares públicos com muito menos responsabilidade social do que aquela que é pedida nos pomares.
Da formação ressalta uma aposta muito forte e insistente na sensibilização dos colhedores para os cuidados a ter, nomeadamente no uso de máscara, distanciamento social, muita desinfeção, quer das mãos, das máquinas, equipamentos, utensílios, e viaturas, assim como muito alerta para os períodos de pausa e hábitos de convivência fora de do pomar, incluindo em casa e com os amigos, entre outros. Outras das medidas importantes no âmbito da prevenção que estão a ser efetuadas é a medição da temperatura aos trabalhadores e a organização do trabalho em pequenos grupos, de forma a evitar o cruzamento entre estes, apesar de se tratar de uma atividade ao ar livre.
Trata-se este ano de uma colheita diferente, mas com o profissionalismo, uma responsabilidade e rigor acrescidos, por parte das nossas organizações Associadas, dos nossos associados produtores, dos técnicos de campo, dos técnicos de qualidades e de todos os dirigentes das empresas e organizações envolvidas na colheita, receção e processamento da Maçã de Alcobaça IGP.
A colheita a decorrer irá garantir o consumo de Maçã de Alcobaça IGP para os próximos 10 meses.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar