11-12-2019 Imprimir PDF     Print    Print

Cobertura de instalações municipais em amianto

Os vereadores do PS, Luís Patacho e Jaime Neto, reiteraram a urgência na retirada imediata do amianto do refeitório e vestiário das instalações dos Serviços de Higiene e Limpeza Urbana do Município das Caldas da Rainha situados no edifício da antiga fábrica “Matel”, em São Cristóvão.

Segundo os autarcas, existem buracos na cobertura em fibrocimento por onde continua passar a água da chuva, o que “constitui uma ameaça real à saúde dos funcionários municipais considerando que o amianto é um produto altamente perigoso, susceptível de provocar doenças respiratórias, como a mesotelioma, asbestose, cancro do pulmão e ainda cancro gastrointestinal”.

Luís Patacho defendeu que a Câmara deve colocar em prática “uma verdadeira política municipal de habitação social nas Caldas da Rainha, devidamente regulamentada”, a fim de dar solução ao problema social dos sem-abrigo. 

O autarca referiu que, segundo dados da Estratégia Nacional para a Integração das Pessoas em Situação de Sem-Abrigo, Caldas da Rainha aparece como um dos 20 concelhos portugueses onde há mais sem-abrigo, com 20 pessoas.

Jaime Neto voltou a alertar para a necessidade de serem revistos os materiais utilizados na reposição dos pavimentos rodoviários, nomeadamente quanto à sua aderência e durabilidade, assim como à revisão das diferentes técnicas de aplicação de misturas betuminosas a frio basálticas, atendendo à grande quantidade de buracos nas ruas e estradas do concelho, alguns com uma profundidade apreciável, situação que se agrava com a chuva, nomeadamente na Rotunda da Fonte Luminosa, Rua Cidade de Abrantes, Avenida Paiva e Sousa e no Avenal.

Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar