03-04-2021 Imprimir PDF     Print    Print

Pilotos da Escola de Karting do Oeste em bom plano no Algarve

A Escola de Karting do Oeste (EKO) – em parceria com a Birel ART Portugal – decidiu esta época apostar numa nova competição, o Rotax Max Challenge Portugal, cujos vencedores ficam apurados para o ‘Mundial’ da especialidade, competição que reúne 360 pilotos de 60 países e que este ano será disputado entre 4 e 11 de dezembro, no Circuito Internacional do Bahrain.

Equipa Escola de Karting do Oeste/Birel ART Portugal
Na prova de abertura da competição, disputada no Kartódromo Internacional do Algarve, em Portimão, por quase 60 pilotos, distribuídos por sete categorias, a equipa sedeada no Bombarral apresentou cinco novos pilotos e venceu duas categorias.
Na DD2 Master, cujos karts estão equipados com caixa de velocidades, categoria destinada a pilotos com mais de 32 anos, o belga Fabio Kieltyka, apesar de ter 41 anos e não ter, naturalmente, a mesma performance que o levou a sagrar-se campeão no seu país e a conquistar um 4.o lugar no Mundial Iame, na pista francesa de Le Mans, rapidamente se adaptou ao traçado algarvio que desconhecia por completo.
O piloto nascido em Liège não teve muita sorte no arranque das duas Finais, mas, apesar de ter perdido algumas posições, no decorrer das duas corridas mostrou que continua rápido e bateu toda concorrência, conquistando o lugar mais alto do pódio na categoria DD2 Master.
Charles Delbrassine, desafiado pelo seu compatriota Fabio Kieltyka, aos 60 anos, também disputou a categoria DD2 Master, depois de experimentado pela primeira vez um kart há três meses, no KIRO- Kartódromo Internacional da Região Oeste, no Bombarral.
O belga gostou da nova aventura e foi 4.o classificado, mas o seu objetivo é acompanhar a sua filha Aya, que tem apenas 9 anos e teve igualmente o seu primeiro contacto com um kart há três meses. No traçado algarvio, a jovem belga continuou com a sua aprendizagem e foi 2.a classificada na categoria Micro-Academy, destinada a jovens dos 6 aos 10 anos, que nunca tenham competido oficialmente.
Salvador Trindade – que foi 3.o classificado no Mundial de 2019 em Nápoles na categoria Micro-Max – venceu a categoria Mini- Max. A parte inicial da prova não lhe correu bem, mas depois impôs-se nas Finais 2 e 3 e conquistou o lugar mais do pódio.
Na categoria Sénior Max, a mais concorrida com 18 pilotos, Frederico Peters – apesar de não estar habituado às competições Rotax – venceu a Final 1. Contudo, um incidente de corrida na Final 2, forçou-o a desistir, sendo 6.o classificado na prova algarvia.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar