02-04-2019 Imprimir PDF     Print    Print

Socialista questiona estacionamento utilizado por vendedores no Mercado da Fruta

O vereador Luís Patacho, do PS, solicitou à Câmara Municipal das Caldas da Rainha a elaboração de um estudo de acessibilidade e mobilidade que permita avaliar o número de lugares de estacionamento que é estritamente necessário disponibilizar na Rua Diário de Notícias aos vendedores do Mercado da Fruta, entre as 05h00 e as 10h00.

Luís Patacho referiu que os lugares afetos aos vendedores do Mercado da Fruta parecem ser excessivos. Sabendo-se as dificuldades de estacionamento que os utentes do Hospital têm naquela zona, levando-os, não raras vezes, à ocupação dos lugares, tem sido relatado o levantamento de autos de contra-ordenação e aplicação de coimas por parte da PSP por estacionamento abusivo.
Entretanto, o autarca manifestou a sua preocupação pela expansão da área de exploração de morangos e de cultivo de flores no Bouro – Salir do Porto, atendendo à grande proximidade do maior aquífero das Caldas da Rainha situado no vale tifónico.
Luís Patacho levantou um conjunto de questões, nomeadamente quanto à necessidade de realização de um controlo rigoroso dos agroquímicos utilizados e a quantidade de água consumida na exploração, sustentando que o uso intensivo daqueles, em conjunto com uma grande utilização de água, provoca contaminação dos solos.
Referiu, ainda, a necessidade de haver um controlo dos níveis da água dos aquíferos e solicitou que fosse questionada a empresa, ou empresas titulares da exploração, bem como o Ministério da Agricultura e a Agência Portuguesa do Ambiente relativamente ao assunto, com vista a darem resposta à Câmara Municipal sobre as questões suscitadas.
O vereador socialista Jaime Neto apresentou uma proposta à Câmara Municipal das Caldas da Rainha para que trabalhe no sentido das “Cavacas das Caldas” serem um produto regional de excelência certificado pela designação europeia de "Especialidade Tradicional Garantida", considerando a sua prevalência histórica de mais de um século não só no território concelhio como em todo o Portugal, sendo ainda hoje uma especialidade regional que desempenha o papel de embaixatriz do nome das Caldas da Rainha em muitas feiras, festas e romarias nacionais.
Jaime Neto observou ainda que já passaram mais de quatro anos desde a inauguração do “Centro de promoção e divulgação dos produtos regionais”, construído com financiamento europeu, propriedade do Município das Caldas da Rainha e que, até agora, ainda não se efetivou a certificação de nenhum produto regional do concelho, apesar da sua grande riqueza e variedade neste domínio.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar