24-03-2020 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

Covid-19: Bombeiros da Benedita em quarentena

Quatro elementos da corporação da Benedita ficaram de quarentena depois de terem transportado a uma unidade de saúde uma pessoa infetada com coronavírus.

A corporação terá sido informada depois dos quatro bombeiros que transportaram o doente, cuja doença se manifestou após 6 dias, terem estado uma semana em contacto com a restante equipa, composta por 70 elementos.
O comandante dos bombeiros da Benedita manifestou a sua preocupado com o eventual contágio.
Segundo o comandante dos Bombeiros da Benedita, António Paulo, a corporação procedeu a dois transportes do primeiro doente (confirmado como infetado com Covid-19 no concelho vizinho das Caldas da Rainha) “mas quando foi acionada não era para uma situação confirmada, nem sequer suspeita”.
O doente é residente na freguesia de Santa Catarina (Caldas da Rainha), localidade mais próxima da Benedita, tendo os bombeiros locais sido acionados a 09 de março para o transportar às urgências do Hospital das Caldas da Rainha, “onde foi consultado e teve alta”, explicou o comandante à agência Lusa.
Na quarta-feira a corporação voltou a ser acionada para transportar o mesmo doente, que dessa vez “ficou internado no hospital das Caldas”, de onde foi transferido para Lisboa no final da semana, vindo a confirmar-se o diagnóstico positivo para Covid-19.
Por indicação das autoridades de saúde os quatro bombeiros encontram-se “em vigilância ativa”.
Contactada pela Lusa, a presidente do concelho de administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO, no qual se integra o Hospital das Caldas da Rainha), Elsa Baião, disse à Lusa ter tido a confirmação do diagnóstico positivo no sábado à noite e, já no domingo, ter “enviado para o delegado de saúde um levantamento dos profissionais que estiveram em contacto com o doente, quer nas urgências, quer no internamento”.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar