01-02-2019 Lusa, Torres Vedras Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Torres Vedras com obras para abrir exposição permanente sobre dinossauros

Torres Vedras, Lisboa, 01 fev (Lusa) - A Câmara de Torres Vedras está a efetuar obras de adaptação no edifício do antigo kartódromo de Santa Cruz para abrir no verão uma exposição permanente da coleção de paleontologia da Sociedade de História Natural.

Ana Umbelino, vereadora da Cultura daquele município do distrito de Lisboa, disse hoje à agência Lusa que estão a ser investidos 40 mil euros em “obras de adaptação das instalações”, desde pinturas exteriores, arranjos estruturais no edifício e criação de acessibilidades para todos.

O investimento permite à Sociedade de História Natural de Torres Vedras passar a ter condições de estadia para receber cientistas, no âmbito da cooperação científica, criar um serviço para atividades educativas e abrir no verão uma exposição permanente com a coleção de achados paleontológicos do concelho.

Trata-se do núcleo provisório do futuro Museu Paleontológico da Bacia Lusitânia.

“Vai ser uma exposição sobre o Jurássico Superior de Torres Vedras e de Portugal, comparando-o com o de outros países”, explicou à Lusa Bruno Silva, presidente da Sociedade de História Natural.

A exposição vai integrar fósseis da coleção de paleontologia daquela associação, como achados referentes a novas espécies de uma tartaruga, de um dinossauro carnívoro ou de um outro herbívoro bípede descobertas pelos seus investigadores e dinossauros saurópodes encontrados no litoral do concelho.

Este núcleo poderá vir também a ter patentes réplicas de dinossauros à escala real, como o de um dinossauro ‘triceratops’, que começou ser reconstruído no âmbito de uma parceria que a Sociedade de História Natural estabeleceu com o Naturalis Biodiversity Centre, da Holanda.

“A câmara considera que é um projeto de relevo para promover a literacia científica, promover o património paleontológico e contribuir para o desenvolvimento turístico do concelho”, sublinhou a vereadora.

O núcleo vai funcionar no antigo edifício do antigo kartódromo de Santa Cruz, até ser projetado e construído o futuro Museu Paleontológico da Bacia Lusitânia, que a autarquia espera vir a candidatar a próximos fundos comunitários.

O antigo kartódromo e uma coleção de achados paleontológicos, adquirida há vários anos a um particular do concelho, foram cedidos pela câmara à Sociedade de História Natural.

 

FYC // MCL

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar