23-04-2018 Desporto, Lusa, Torres Vedras Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Frederico Morais satisfeito com atual posição no 'ranking' mundial de surf

Santa Cruz, Lisboa, 23 abr (Lusa)- O português Frederico Morais assumiu hoje a satisfação com o atual 14.º lugar no ‘ranking’ mundial de surf, após três etapas do seu segundo ano entre a elite.

“Neste momento, estou em 14.º do ‘ranking’, a seguir a estas três etapas, é um ótimo lugar. Foi um bom começo de ano”, afirmou ‘Kikas’, em declarações à agência Lusa.

O surfista natural de Cascais, que repetiu os três resultados obtidos nos campeonatos australianos em 2017, enalteceu o quinto lugar alcançado na segunda etapa, em Bells Beach.

“Estou feliz com a minha prestação e cheio de vontade para a próxima etapa no Brasil e por continuar à procura de melhores resultados”, frisou.

Com esta ambição, ‘Kikas’ diz aspirar sempre a mais, eventualmente no topo da hierarquia, preferindo seguir “passo a passo”.

“Não gosto de pôr coisas na cabeça e não foi com esse pensamento que cheguei onde cheguei. Prefiro ir traçando objetivos a curto prazo”, referiu, à margem da apresentação do Pro Santa Cruz, do circuito de qualificação, cujo período de espera arranca na terça-feira, na Praia da Física, em Santa Cruz, no concelho de Torres Vedras.

Frederico Morais surfou nas três primeiras etapas do circuito mundial de surf, realizadas na Austrália, a última das quais, em Margaret River, acabou por ser cancelada devido à presença de tubarões.

“É pena esta última etapa ter sido cancelada, mas não haviam as condições suficientes para continuar a prova devido aos tubarões e ninguém gosta nem quer arriscar”, defendeu.

Antes de partir para a etapa do Rio de Janeiro, a disputar entre 11 a 20 de maio, Frederico Morais vai passar oito “curtos” dias em Portugal, onde vai competir no Pro Santa Cruz.

“Foram três longos meses na Austrália, mas é sempre bom voltar a casa”, referiu ‘Kikas’, enaltecendo o “orgulho enorme de representar Portugal em Portugal”, disse.

Para Frederico Morais o terceiro lugar de 2017 nesta prova foi “um bom resultado”, num local de “ótimas ondas”, onde costuma treinar, sendo esse o motivo para a sua presença no campeonato.

“Vai ser um bom treino, para manter o ritmo e continuar focado na competição”, rematou.

 

FYC // JP

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar