10-07-2018 Sociedade, Política, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BE de Vila Real contesta "sucessivos atrasos" na eletrificação da Linha do Douro

Vila Real, 10 jul (Lusa) – A Comissão Coordenadora do Bloco de Esquerda de Vila Real contestou hoje “os sucessivos atrasos” na eletrificação da linha do Douro, reivindicou o prolongamento da ferrovia até Espanha e a beneficiação da rede rodoviária no norte do distrito.

A nova comissão distrital do BE é composta por nove elementos, de vários pontos do distrito de Vila Real, e apresentou hoje, em conferência de imprensa, as suas linhas orientadoras.

O dirigente Carlos Gomes afirmou que o Bloco contesta os “sucessivos atrasos” da eletrificação da linha do Douro até à estação de Peso da Régua, um projeto “há muito anunciado” e que “demora a ser concretizado”.

Em simultâneo, o BE defendeu o prolongamento da linha ferroviária do Douro até Barca de Alva, com ligação a Salamanca, já em Espanha.

“Isso encaixa perfeitamente num ousado plano ferroviário do BE nacional que foi apresentado em 2009. Defendemos um reforço da rede ferroviária em detrimentos da rede rodoviária”, salientou.

Apesar disso, defendeu para o norte do distrito a beneficiação da Estrada Nacional (EN) 103, entre Montalegre, Chaves e que entra no distrito de Bragança por Vinhais, considerando que se trata de uma área que necessita de melhores acessibilidades.

Carlos Gomes referiu que a Casa do Douro continua a fazer parte das preocupações do partido, que quer reverter a extinção do estatuto público da instituição.

“Tudo isto acaba por ligar a uma reivindicação antiga do Bloco que tem a ver com a regionalização. Para nós, se não houver regionalização, muitas destas legítimas propostas serão sistematicamente adiadas”, frisou.

A dirigente Miriam Cabo referiu que, no concelho de Vila Real, o BE vai continuar a lutar pela classificação do edifício da panificadora, projetado por Nadir Afonso, que está em avançado estado de degradação.

A responsável disse ainda que o partido vai estar atento a “situações que estão ainda muito dúbias” como é o caso da requalificação da avenida Carvalho Araújo, a principal artéria da cidade, e a recente venda, em leilão, do inacabado hotel do parque.

O BE defendeu a demolição daquele que considera ser um dos “principais mamarrachos” da cidade de Vila Real e garantiu atenção ao projeto que estiver a ser preparado para o esqueleto de betão.

Miriam Cabo lembrou ainda que recolheu assinaturas contra o encerramento do posto dos CTT da Araucária e opôs-se ao fecho de um balcão da Caixa Geral de Depósitos na cidade de Vila Real.

Por sua vez, a também representante da distrital do partido Catarina Peniche lembrou que, nas últimas eleições autárquicas, o BE concorreu a quatro câmaras do distrito, nomeadamente Alijó, Chaves, Mesão Frio e Vila Real.

A responsável adiantou que o partido vai trabalhar para manter e até aumentar a representação no distrito e o número de candidaturas.

 

PLI // LIL

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar