24-07-2018 Educação, Lusa, Torres Vedras Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Câmara de Torres Vedras aprova requalificação da Escola da Freiria

Torres Vedras, Lisboa, 24 jul (Lusa) – A Câmara de Torres Vedras aprovou hoje o projeto de remodelação da Escola EB 2,3 da Freiria, um investimento de três milhões de euros para substituir os pré-fabricados onde o estabelecimento está provisoriamente instalado há 40 anos.

Com a aprovação, a Câmara “fica em condições de avançar com o procedimento de contratação”, afirmou à agência Lusa o presidente da Câmara de Torres Vedras, Carlos Bernardes, estimando lançar o concurso público internacional “até ao dia 28 de agosto”.

Em causa está um investimento de três milhões de euros para a requalificação da escola E B2,3 da Freiria, em Torres Vedras, instalada há 40 anos em pavilhões pré-fabricados. As instalações “provisórias” denotam problemas como a falta de isolamento, telhados em amianto, humidade e infiltrações.

Questões que a par com a degradação dos edifícios e do mobiliário levaram os alunos a encetarem uma greve em maio, exigindo obras no estabelecimento cujas condições se agravaram em 2017, após a tempestade “Ana”.

O mau tempo provocou “fissuras” num dos pavilhões, tendo então sido instalados contentores para colmatar as oito salas de aula fechadas.

Numa portaria publicada em junho em Diário da República, os Ministérios das Finanças e da Educação autorizavam a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares a proceder à repartição dos encargos da empreitada por 2018 (500 mil euros), 2019 (1,25 milhões de euros) e 2020 (1,25 milhões de euros) e delegaram na autarquia a execução da obra.

O projeto agora aprovado prevê a construção de três novos edifícios. Num ficará situada a biblioteca e salas de aula, noutro as salas de educação visual e, no terceiro, o auditório e salas de música.

A expetativa da Câmara é de que a obra possa estar concluída “no final de 2020 ou início de 2021” e que a escola entre em funcionamento no ano letivo de 2021/2022.

A obra insere-se num pacote de acordos de delegação de competências celebrados entre o Estado e as câmaras de Torres Vedras, Mafra, Amadora (no distrito de Lisboa), Porto de Mós (Leiria), Cinfães (Viseu) e Gouveia (Guarda), correspondendo a um investimento total de 5,9 milhões de euros.

 

DYA (FYC) // MLS

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar