19-12-2018 Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: País - 2.ª edição

Lisboa, 19 dez (Lusa) – Notícias breves do país (2.ª edição):

 

MONCHIQUE: Empresa promove reflorestação de área ardida

 

A Águas de Monchique promoveu a reflorestação de uma zona ardida no verão passado, no incêndio que afetou também os concelhos de Silves e Portimão, no distrito de Faro, e Odemira, no de Beja, anunciou hoje a empresa algarvia.

A ação de reflorestação foi realizada no âmbito das comemorações de Natal organizadas pela empresa de água mineral proveniente área das Termas de Monchique, área afetada pelo incêndio que, em agosto passado, esteve cerca de uma semana ativo, causando 42 feridos e destruindo cerca de 70 habitações, contextualizou a Águas de Monchique num comunicado.

A mesma fonte esclareceu que a ação envolveu “toda a equipa” da empresa, num total de 39 pessoas, e foram plantadas 80 árvores, “na sua maioria carvalhos”.

Os colaboradores “percorreram a zona da vila termal e seguiram depois rumo à Picota, um dos locais mais atingidos pelo terrível incêndio de agosto do ano passado”, tendo então, “nas proximidades da antiga escola primária, numa zona já limpa, sido posta em marcha a reflorestação”, precisou a empresa num comunicado.

 

NAZARÉ: Dois detidos por pesca ilegal de meixão

 

Um homem e uma mulher, de 51 e 55 anos, foram detidos por pesca ilegal de meixão, na foz do rio Alcoa, em Famalicão, no concelho de Nazaré, divulgou hoje a GNR.

A dupla foi detida na terça-feira, pelo Núcleo de Proteção Ambiental de Caldas da Rainha, no âmbito de uma ação de fiscalização à captura ilegal de meixão, em que os guardas “detetaram, em flagrante delito, os suspeitos a procederem à pesca desta espécie através do manuseamento de uma arte de pesca, denominada por “capinete””, refere um comunicado emitido hoje.

Da ação resultou a apreensão de duas artes de pesca e de 230 gramas de meixão, que “correspondem a mais de mil espécimes, com um valor estimado de 115 euros no mercado nacional, podendo no mercado final (países Europeus e Asiáticos) atingir o valor de mais de 1.725 euros”, pode ler-se no mesmo comunicado.

A enguia europeia (anguilla anguilla), que na fase larvar é conhecida por meixão, é uma espécie considerada em perigo e que tem sofrido grande redução no número de efetivos em razão da pesca ilegal, impedindo desta forma o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie.

Os suspeitos, já reincidentes, foram constituídos arguidos e sujeitos a termo de identidade e residência.

 

NAZARÉ: Transportes com horário alargado na Passagem de Ano

 

Os Serviços Municipalizados da Nazaré anunciaram hoje o alargamento de horário de funcionamento das urbanas e do ascensor para os dias 29, 30 e 31 de dezembro.

Nestas datas, “a circulação do trânsito em direção à Marginal sofrerá alterações ajustadas às necessidades de segurança à festa da Passagem de Ano”.

Os autocarros funcionarão nos dias 29 e 30 entre as 00:15 e 02:30, e nos dias 31 e 01 de janeiro, respetivamente entre as 00:15 e 04:00 e entre as 01:15 e as 06:50. O ascensor circulará, em todos estes dias, até às 02:00.

O alargamento de funcionamento do serviço de transportes visa “facilitar a mobilidade dos residentes e dos muitos milhares de visitantes aguardados no evento, evitar congestionamentos de tráfego e problemas com o estacionamento”, divulgou a câmara num comunicado em que dá também nota do “reforço da segurança ao evento para que os festejos continuem a decorrer dento da normalidade”.

Além dos operacionais da PSP e do Corpo de Intervenção, estarão de prevenção os Bombeiros Voluntários, Polícia Marítima, Proteção Civil Municipal, o corpo de Segurança Privada e os nadadores-salvadores, assim como a Associação de Dadores Benévolos de Sangue do Concelho da Nazaré e a Cruz Vermelha, entidade responsável pelo Hospital de Campanha, “num total de mais de 100 elementos ao serviço do dispositivo de segurança e apoio ao público”, revelou a autarquia.

 

 

SEIXAL: GNR detém homem por posse ilegal de armas

 

Um homem de 57 anos foi detido por posse ilegal de armas, em Fernão Ferro, no Seixal, distrito de Setúbal, informou hoje a Guarda Nacional Republicana (GNR).

Em comunicado, aquela força policial avançou que, durante uma busca à residência do suspeito, apreendeu quatro caçadeiras, uma arma de fogo e 295 cartuchos.

Esta ação ocorreu no decurso de uma investigação pelo crime de violência doméstica, em que a vítima, uma mulher de 56 anos, sofria “agressões e ameaças por parte do marido”, segundo a GNR.

O detido será presente hoje ao Tribunal Judicial do Seixal.

 

 

ODIVELAS: Homem detido por posse ilegal de arma de fogo

 

Um homem de 43 anos foi detido na segunda-feira em Odivelas, no distrito de Lisboa, por posse ilegal de arma de fogo, anunciou hoje o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP

A detenção ocorreu na Feira do Silvado, quando a polícia foi alertada para um caso de agressão entre duas pessoas, uma das quais tinha sido ameaçada pela outra com uma pistola.

O suspeito acabou por ser localizado, quando se preparava para fugir, tendo na sua posse uma pistola de calibre 6.35 milímetros e 20 munições do mesmo calibre.

O homem foi notificado para se apresentar em tribunal.

 

LISBOA: Homem detido por furto de jantes

 

Um homem de 32 anos foi detido na madrugada de domingo, por suspeita de furto de jantes, indicou hoje o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP em comunicado.

Diligências efetuadas pela polícia permitiram apurar o furto de jantes e pneumáticos de duas viaturas, tendo os suspeitos sido localizados junto a uma terceira, onde se preparavam para consumar novo roubo.

Após uma tentativa de fuga, um dos suspeitos acabou por ser intercetado, ao passo que o outro fugiu para “parte incerta” e um terceiro, de 34 anos, foi identificado e constituído arguido.

O material furtado, no valor de 3.000 euros, foi recuperado e o detido já foi interrogado, ficando sujeito a apresentações semanais.

 

LISBOA: Homem detido por violência doméstica em Marvila

 

Um homem de 64 anos foi detido na terça-feira, em flagrante delito, na freguesia de Marvila, em Lisboa, por ser suspeito da prática de violência doméstica, disse hoje o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

O homem “desferiu vários socos” na cara da vítima, mãe de duas crianças, tendo-a ameaçado com uma faca, além de ter ameaçado tirar-lhe os filhos, caso esta apresentasse queixa.

Após uma busca à residência, foi apreendido um revólver e cinco munições de calibre 0,22 milímetros.

O homem, que tinha antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime em países distintos, já foi interrogado, tendo ficado com termo de identidade e residência, além de estar proibido de contactar com a vítima e de permanecer na habitação.

 

MZCB/DYBS/DYA/MHC/ROC // ROC

 

Lusa/fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar