22-06-2018 Cultura, Sociedade, Educação, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: Cultura

Redação, 22 jun (Lusa) - Notícias breves de Cultura:

 

Museu de São Roque recebe última sessão do ciclo sobre compaixão

 

A conferência “A práxis da compaixão” encerra, no sábado, o ciclo dedicado à “compaixão”, organizado pela Associação de Professores de Filosofia, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no Museu de São Roque.

O ciclo de conferências e visitas guiadas, iniciado em fevereiro, com o propósito de enquadrar a evolução do tema da compaixão, encerra a 23 de junho, às 15:00, com “A práxis da compaixão”, por Ana Sofia Branco, Isabel Jonet e Inês Souta, que se propõem refletir sobre o tema “como ato concreto no terreno”.

“A sociedade atual precisa de compaixão, não sinónimo de pena, mas de empenho no bem comum, indo ao encontro dos que sofrem, com as nossas escolhas e forma de viver”, afirma Isabel Jonet, na apresentação da conferência.

A entrada na conferência é gratuita, mediante marcação prévia no Serviço de Públicos e Desenvolvimento Cultural, e decorre no Museu de São Roque, no Largo Trindade Coelho, em Lisboa.

 

 

Diogo Rocha no Festival Santa Casa Alfama

 

O fadista Diogo Rocha atua no Festival Santa Casa Alfama, que se realiza nos dias 28 e 29 de setembro, no bairro lisboeta de Alfama, no palco Santa Maria Maior, foi hoje anunciado.

Neste palco, instalado Grupo Sportivo Adicense, cuja curadoria é da junta de freguesia, também atuam, no dia 28, Pedro Galveias, Beatriz Felizardo e Inês Pereira, vencedora da edição deste ano da Grande Noite do Fado de Santa Maria Maior.

No dia 29, cantam Vítor Miranda, Conceição Ribeiro, Jaime Dias e Andreia Matias. Outro palco, instalado na Sociedade Boa União, recebe o trio de cordas Modus Fado, que interpreta temas do semba de Angola e da morna de Cabo Verde, além do fado. No dia seguinte, o palco do Beco das Cruzes conta com Beatriz Felício e José Geadas.

O Palco Amália, instalado no auditório da firma Abreu Advogados, também tem a programação completa. Recebe Catarina Rocha e Miguel Ramos, no dia 28, e Maria Amélia Proença e Tânia Oleiro, no dia 29.

Segundo a organização o festival prevê “mais de 40 concertos em 12 palcos”, com nomes como Raquel Tavares, Artur Batalha, Filipa Cardoso, Maria da Nazaré, Ana Marta e Jorge Roque, entre outros.

 

 

"Cartas do novo mundo" no Museu Nacional de Etnologia

 

As primeiras descrições das terras do Brasil preenchem o espetáculo de teatro "Cartas do novo mundo", que regressa no domingo ao Museu Nacional de Etnologia, em Lisboa.

Realizado nas reservas visitáveis do museu, dedicadas às coleções de alguns povos indígenas da América do Sul, o espetáculo tem como protagonista Afonso Ribeiro, um desterrado da armada de Pedro Álvares Cabral, citado em "A carta", de Pêro Vaz de Caminha.

"Cartas do novo mundo" é um espetáculo centrado na perplexidade dos portugueses perante o primeiro contacto com os povos indígenas do Brasil, a nudez dos índios, as suas habitações ou os hábitos alimentares, inspirada na carta de em maio de 1500, que o escrivão da frota de Pedro Álvares Cabral escreveu ao rei D. Manuel I.

No papel de Afonso Ribeiro está o ator F.Pedro Oliveira, num projeto coproduzido pela Academia de Produtores Culturais e pela Cassefaz, com direção artística de Miguel Abreu.

Esta representação é uma das 13 previstas, este ano, para o público em geral, e dá continuidade a um projeto iniciado em 2017.

 

 

Curso de verão da Academia Portuguesa da História sobre a Ilha Terceira

 

O VII Curso de Verão da Academia Portuguesa da História (APH), coordenado cientificamente pela sua presidente Manuela Mendonça, e pelos historiadores Mª. De Fátima Reis, José Reis Leite e José Maria Mendes, realiza-se de 02 a 04 de julho, e subordina-se à ilha Terceira, nos Açores, onde os portugueses aportaram entre 1427 3 1432.

O curso é lecionado na APH, ao Lumiar, em Lisboa, em parceria com o Instituto Histórico da Ilha Terceira, “na sequência da estreita relação que se vem estabelecendo entre as duas instituições, de que já resultou uma sessão da academia ao nível local, em 2017, que congregou diversos académicos do continente e da ilha” açoriana, segundo comunicado da APH.

Esta iniciativa, segundo a mesma fonte, “visa o conhecimento, genericamente ignorado, do quotidiano de uma região autónoma”.

O painel do curso é constituído pelas comunicações “O Sagrado e o Profano: Religiosidade e ‘Impérios’”, por Helder Sousa Mendes, “Igreja, o Bispado de Angra”, por João de Sousa Mendes, e “Quotidiano da Ilha Terceira – Costumes, Vestuário, Alimentação”, por Francisco Maduro Dias, entre outras,

 

LYFS/NL/CP // MAG

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar