13-02-2019 Cultura, Sociedade, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: Cultura

Redação, 13 fev (Lusa) - Notícias breves de Cultura:

 

Morbid Fest leva a Lisboa I Am Morbid, Atrocity e Vital Remains

 

O projeto I Am Morbid, do vocalista e baixista David Vincent, vai encabeçar uma passagem por Lisboa, no dia 12 de maio, na qual vai ser acompanhado por Atrocity, Vital Remains e Sadist, anunciou hoje a organização.

Sob o mote de Morbid Fest, o Lisboa Ao Vivo vai receber as quatro bandas, num evento “só para amantes de metal extremo”, como indica a organização, a cargo da Amazing Events e da Flaming Arts Agency, em comunicado.

Os I Am Morbid são um projeto criado em 2016 e liderado pelo antigo vocalista de Morbid Angel, que com ele interpreta temas dos discos da banda nos quais participou, como “Altars of Madness”, “Blessed are the Sick”, “Covenant” e “Damnation”.

 

 

Festival de Órgão de Santarém na final do Iberian Festival Awards

 

O Festival de Órgão de Santarém (FÓS) está na final da quarta edição do Iberian Festival Awards, na categoria Best New Festival, afirma um comunicado das entidades promotoras.

Sublinhando que esta quarta edição do Iberian Festival Awards, que terá a sua gala a 13 de março em Vigo (Espanha), atingiu um recorde no número de candidaturas, a Câmara, a Diocese e a Misericórdia de Santarém, que organizam o FÓS com o Conservatório de Música e Artes do Centro, consideram “uma grande honra” a primeira edição do festival chegar à final.

Na sua primeira edição, em novembro último, o FÓS “quis apresentar o órgão, sobretudo, num contexto de música de câmara, quer no papel de acompanhador, quer como o instrumento de maior relevo no seio de uma orquestra, nunca descurando a sua autoridade como instrumento solista”, afirma a nota.

O centro histórico de Santarém “tem o maior número de órgãos de tubo, ibéricos (construídos há mais de 200 anos), em funcionamento” numa área tão circunscrita, restaurados “depois de mais de 100 anos parados”.

 

 

“Guerrilha urbana” envolve alunos em intervenção no espaço público de Santarém

 

Alunos das turmas de teatro de duas escolas de Santarém participam, nos dias 16 e 23 deste mês, numa “intervenção, oficina, performance” em espaços públicos da cidade, no âmbito do projeto “Guerrilha Urbana”.

Inserido no programa Santarém Cultura, o projeto do ator e encenador Ricardo Correia e da bailarina, música e coralista Rita Grande “pretende fornecer novas pistas para derrubar as tradicionais formas de fazer teatro e de intervir no espaço público”, afirma uma nota da Câmara de Santarém.

“A Guerrilha Urbana pretende desenhar um trajeto no território e interferir com o quotidiano da cidade, provocando os cidadãos a pensar e intervir no espaço público onde se realiza, através de uma performance orientada e de uma pergunta para fazer aos transeuntes da comunidade local: Por o que lutava na sua cidade?”, acrescenta.

 

 

Exposição de David Gonçalves no Museu Municipal Carlos Reis

 

O Museu Municipal Carlos Reis, em Torres Novas, recebe, a partir de sábado, a exposição Umbra, do artista lisboeta David Gonçalves, no âmbito da “aposta do município em artistas emergentes”.

Em comunicado, a Câmara de Torres Novas (Santarém) afirma que estarão expostas, até 14 de abril, 23 fotografias, em que David Gonçalves “desenvolve uma crítica social e política perante um cenário constituído por ruínas e destroços, que instigam o visitante a mergulhar numa interpretação muito própria sobre a imagem com a qual é confrontado”.

Para além de fotógrafo e curador, David Gonçalves é doutorando em Ciências da Arte na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e conta com exposições coletivas no “Projecto shair” (2014 e 2015), no Festival Condomínio (2014) e na 5.ª Bienal de Arte Contemporânea de Dédale (2018), entre outras, e com exposições individuais no EKA Palace em Lisboa (2015), na Galeria Cossoul (2015) e no Espaço AZ (2018), acrescenta a nota.

 

 

Fotografias de Eduardo Gageiro sobre Carnaval de Torres Vedras em exposição na cidade

 

Eduardo Gageiro fotografou o Carnaval de Torres Vedras em 2018 e expõe as fotografias que daí resultaram entre 23 de fevereiro e 17 de março, na Galeria Municipal de Torres Vedras.

No dia da inauguração da exposição, é lançado o livro "Carnaval de Torres Vedras por Eduardo Gageiro”.

Exposição e livro retratam, através da fotografia, a edição de 2018 do Carnaval, desde o corso escolar de sexta-feira até à cerimónia do enterro do Entrudo na quarta, a seguir à terça-feira de carnaval.

 

 

Galeria Marca de Água no Funchal com exposição de Guareta Coromoto

 

“Do traço à cor” é o tema da exposição individual da artista plástica Guareta Coromoto que vai ser inaugurada quinta-feira na galeria Marca de Água, no Funchal, ocupando os três pisos do espaço.

A mostra é composta por mais de 20 obras da artista, “explorando diferentes técnicas e suportes, pintura a acrílico e pastel sobre tela e madeira de grandes formatos, desenhos de estudo, objectos escultóricos e uma instalação que reconstitui o seu atelier”.

A exposição está a cargo de Diogo Goes, que se estreia como novo curador residente e programador artístico na Galeria Marca de Água.

A mostra de Guareta Coromoto ficará patente ao público até 11 de abril.

 

TDI/AMB/MLL/FYC // MAG

Lusa/fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar