27-06-2018 Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Câmara do Seixal lança petição contra encerramento de balcão da CGD em Fernão Ferro

Seixal, Setúbal, 27 jun (Lusa) - A Câmara do Seixal pediu reuniões urgentes com a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e decidiu lançar uma petição para tentar travar o encerramento do balcão do banco público em Fernão Ferro, anunciou a autarquia.

"Estamos muito preocupados com o encerramento de tantos serviços públicos essenciais e tudo iremos fazer para que estas portas não fechem, estes trabalhadores mantenham os seus empregos e a população de Fernão Ferro continue a usufruir do serviço do único banco público de Portugal", refere, em nota de imprensa, o presidente da Câmara Municipal do Seixal, Joaquim Santos.

"Por isso, solicitámos reuniões urgentes com a administração da CGD e com o Governo, e vamos lançar uma petição a entregar às duas entidades, para que se reverta esta situação", acrescenta o autarca da CDU, que também reclama a intervenção do Governo na defesa do que diz ser um serviço público fundamental para a população da freguesia de Fernão Ferro, com cerca de 20.000 habitantes.

A decisão da Câmara Municipal do Seixal, no distrito de Setúbal, de pedir reuniões urgentes com a administração da CGD e de lançar uma petição surge na sequência da manifestação de autarcas do concelho e da população da freguesia de Fernão Ferro, que decorreu na terça-feira em frente ao balcão da CGD daquela freguesia, que tem encerramento anunciado para dia 30 de junho.

De acordo com a Câmara Municipal, a CGD, no âmbito do plano de reestruturação da rede, que prevê o encerramento de 70 balcões em todo o país até final deste ano, pretende transferir todas as contas da dependência bancária de Fernão Ferro para a Quinta do Conde, a sete quilómetros de distância.

A autarquia alega que a dependência bancária da Quinta do Conde não só fica longe, como também levanta alguns problemas de acessibilidade, quer para a população idosa, quer para todos os munícipes que utilizam os transportes públicos.

Segundo informações recolhidas pela Lusa nas últimas semanas, entre as agências da CGD que irão fechar estão, entre outras, Darque (Viana do Castelo), Grijó e Arcozelo (Gaia), Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar), Prior Velho (Loures), Alhandra (Vila Franca de Xira), Abraveses e Rua Formosa (Viseu), Louriçal (Pombal), Avanca (Estarreja), Desterro (Lamego), Carregado (Alenquer), Colos (Odemira), Alves Roçadas (Vila Real), Nogueira do Cravo (Oliveira de Azeméis), Perafita (Matosinhos) e Coimbra.

 

GR // MLS

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar