01-07-2018 Economia, Sociedade, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Fecho de agência da CGD deixa zona turística da Figueira da Foz só com um multibanco

Figueira da Foz, Coimbra, 01 jul (Lusa) - O encerramento da agência da Caixa Geral de Depósitos (CGD) localizada no Bairro Novo da Figueira da Foz, distrito de Coimbra, deixou aquela zona turística só com uma caixa multibanco de acesso livre, constatou hoje a Lusa.

A agência do Bairro Novo da CGD era uma das duas localizadas na cidade - existe outra na vila piscatória de Buarcos - e encerrou sexta-feira, tendo a informação sido dada aos clientes através de um aviso colado na porta que indica "mudança de instalações" a partir do passado sábado, 30 de junho.

Com o encerramento daquele balcão fecharam, igualmente, as duas caixas multibanco ali existentes - uma interior e outra exterior - e duas caixas automáticas da própria CGD, reduzindo a apenas um multibanco de acesso livre a mais concorrida zona turística da Figueira da Foz, onde se concentram diversos bares, restaurantes e hotéis e onde se localiza o Casino.

No interior da sala de máquinas do Casino Figueira existem pelo menos duas outras caixas multibanco, mas o acesso a estas é condicionado à idade dos eventuais utilizadores e à sua indumentária, de acordo com as regras daquele equipamento.

O balcão da CGD agora encerrado (que está já sem publicidade exterior e com os vidros tapados) existia no piso térreo do Edifício Portugal desde a década de 1990, há mais de 20 anos.

No aviso colado na porta, os clientes são direcionados para a agência Figueira da Foz (no largo Luís de Camões, na baixa da cidade) ou, em alternativa, para a agência Buarcos - ambas com horário de atendimento entre as 08:30 e as 15:00 - sendo que a tesouraria do balcão de Buarcos está encerrada entre as 12:00 e as 13:00.

A CGD vai fechar cerca de 70 agências este ano e a maioria encerrou em junho, mas a instituição bancária não divulgou que dependências estão em causa.

Segundo informações recolhidas pela Lusa nas últimas semanas, entre as agências da CGD que fecharam ou irão fechar estão, entre outras, Darque (Viana do Castelo), Grijó e Arcozelo (Gaia), Pedras Salgadas (Vila Pouca de Aguiar), Prior Velho (Loures), Alhandra (Vila Franca de Xira), Abraveses e Rua Formosa (Viseu), Louriçal (Pombal), Avanca (Estarreja), Desterro (Lamego), Carregado (Alenquer), Colos (Odemira), Alves Roçadas (Vila Real), Nogueira do Cravo (Oliveira de Azeméis), Perafita (Matosinhos), Arazede (Montemor-o-Velho), Figueira da Foz e Coimbra.

A CGD tinha 587 agências em Portugal no fim de 2017 e quer chegar ao final deste ano com cerca de 517.

 

JLS.// ATR

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar