18-01-2019 Sociedade, Política, Lusa, Óbidos Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Óbidos lidera reciclagem no Oeste e ultrapassa média da Valorsul

Óbidos, Leiria, 18 jan (Lusa) - O concelho de Óbidos foi o que mais resíduos reciclou na região do Oeste em 2018, ultrapassando a média da área de intervenção da Valorsul e atingindo os 82 quilos de recolha seletiva por habitante, divulgou hoje a câmara.

O concelho (no distrito de Leiria) “registou uma média de 82 quilos de recolha seletiva por habitante, ultrapassando, claramente, a própria média da Valorsul, que foi de 50 quilos”, informou o município, numa nota à imprensa.

O valor representou um aumento de quatro quilos em relação ao ano de 2017, em que cada habitante reciclou 78 quilos de resíduos, o que representou também um crescimento em relação ao ano anterior: em 2016, a média por habitante foi de 74 quilos.

No total, foram separadas no concelho 339 toneladas de plástico e metal, 301 toneladas de papel e cartão e 318 toneladas de vidro.

Com base em dados fornecidos pela Valorsul (empresa que gere o sistema integrado de tratamento e valorização dos resíduos urbanos de 19 municípios das regiões de Lisboa e Oeste de Portugal), Óbidos registou, na região do Oeste, “o maior crescimento” em termos de recolha seletiva.

Considerado “um dos que mais reciclam na área de intervenção da Valorsul, sendo ultrapassado apenas por Lisboa”, o município destaca “o papel fundamental e exemplar que toda a população tem vindo a desempenhar neste ramo”.

De acordo com os dados da empresa, divulgados pela autarquia, de um modo geral, em todos os municípios, “a reciclagem aumentou em todos os materiais” em 2018.

Nos centros de triagem “entraram mais nove mil toneladas de material para reciclar do que no ano anterior”, pode ler-se no comunicado, em que se considera cumprida “a meta imposta de 50 quilos por habitante”.

Citando a Valorsul a câmara explica ainda que “estes objetivos foram conseguidos poupando cerca de 30 milhões de euros do investimento que tinha sido previsto numa fase inicial, acarretando assim menos custos para os cidadãos”.

A Valorsul é responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos dos municípios de Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.

 

DYA // ROC

Lusa/fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar