02-04-2019 Marlene sousa Imprimir PDF     Print    Print

Sardinhas de Bordallo em exposição permanente no La Vie

As sardinhas de Bordalo Pinheiro são protagonistas da exposição permanente do piso 0 do Centro Comercial La Vie das Caldas da Rainha. 450 sardinhas em cerâmica de três tamanhos diferentes embelezam a parede do La Vie, numa nova mostra que recria as águas do oceano.

[+] Fotos
Amaro Correia (La Vie) e os alunos vencedores do concurso que criaram a peça “Sardinhas de Bordalo Pinheiro”, André Sancho, Maria Brito e Tiago Fernandes (Nuno Pompeu não esteve na inauguração)
A exposição, concebida pelos alunos da ESAD.CR, Maria Brito e André Silva Sancho, do curso de Design Gráfico e Multimédia e de Design de Produto – Cerâmica de Vidro, e ainda Tiago Fernandes e Nuno Pompeu, do curso de Som e Imagem, representa as sardinhas mergulhadas no azul do oceano.
A acompanhar a mostra está o som do mar e das baleias que pode ser ouvido através do QR Code Áudio, que permite através do telemóvel receber o áudio criado para a obra.
A peça resultou de um concurso levado a efeito pelo La Vie Caldas da Rainha, integrado na temática Caldas da Rainha, Cidade Bordalo Pinheiro e no projeto Bordalo by La Vie.

O Centro Comercial La Vie Caldas da Rainha inaugurou no passado dia 29 a exposição permanente “Sardinhas Bordallo Pinheiro 2019”.
É mais uma homenagem à figura marcante da cultura portuguesa da segunda metade do séc. XIX, que resulta da continuidade da parceria promovida pela Widerproperty com o Grupo Visabeira, a Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) e o Grupo Auchan.
Para esta mostra, a gestora do La Vie promoveu um concurso com a ESAD.CR, que consistiu num desafio lançado aos alunos do 3º ano dos cursos de licenciatura de Design Gráfico e Multimédia e de Design de Produto – Cerâmica de Vidro, para uma intervenção plástica, coordenado pelos professores Carlo Lobo, Mário Caeiro e João Mateus. O desafio em questão tinha como objetivo alterar radicalmente uma parede do centro comercial, passando a ser uma parede única com a implantação de uma obra assinada por alunos da ESAD.CR, fazendo parte integrante do edifício, visitável por milhares de pessoas por ano.
Cumpridas todas as etapas do concurso, incluindo o funcionamento de um júri, foi eleita como vencedora a obra “Sardinhas Bordallo Pinheiro”, entre “um lote de propostas de elevado nível e qualidade criativa”. A equipa vencedora é constituída por Maria Brito, de 21 anos, de Arruda dos Vinhos, André Sancho, de 25 anos, de Faro, Tiago Fernandes, de 21 anos, de Portalegre e Nuno Pompeu de Coimbra. Tiveram acesso à assinatura de uma obra em espaço público e receberam 1500 euros.
“Formámos dois pares autónomos onde o Tiago e o Nuno desenvolveram a parte de som para criar a atmosfera mais dinâmica, e da nossa parte consistiu em desenvolver uma maquete que melhorasse e enaltecesse o tema que é a água”, disse André Sancho, do curso de Design Gráfico e Multimédia e de Design de Produto – Cerâmica de Vidro, acrescentando que “faria todo o sentido desenvolver algo relacionado com o mar de uma forma mais neutra e limpa que potenciasse o espaço”.
O design é dos alunos da ESAD.CR e a produção é da Fábrica Bordalo. “A Fábrica Bordalo Pinheiro tem as sardinhas que tiveram um boom comercial e acho que fazia todo o sentido não pegar nos temas tradicionais como os sapos e couves, e a fábrica foi fantástica, esteve sempre aberta a uma nova peça e desenvolvemos os novos modelos das sardinhas em prototipagem 3D e enviámos para a Bordalo”, explicou o aluno.
São, segundo os alunos, peças exclusivas, onde criaram uma nova linha das sardinhas Bordallo em três tamanhos. Estão expostas na parede do piso 0 do La Vie 450 sardinhas (50 pequenas, 150 médias e 200 grandes). Em tom de brincadeira, Maria Brito intitulou os peixes de Robalos Pinheiro.
A instalação da peça foi feita pelos alunos em parceria com a empresa Conforma.
“A parte do som foi pegando na ideia de recriar o ambiente marítimo com uma ambiência sonora do fundo do mar e de alguns animais do oceano mais profundo”, explicou Tiago Fernandes, do curso de Som e Imagem.
Para usufruir da exposição na sua plenitude, o visitante poderá fazer através do telemóvel o download da aplicação através de QR Code e fazer “scan” do código de barras para ouvir a sonora criada para a obra.
Foi a primeira intervenção destes alunos em arte pública. “É a cidade onde estudámos e é muito bom ter a nossa peça exposta”, adiantou Maria Brito.
“Segundo os números da Wider Property passam cerca de 3 milhões e 600 mil pessoas por ano neste centro comercial e ter os nossos nomes ali expostos com uma instalação desta dimensão, obviamente que nos divulga de uma forma que vale mais do que o próprio dinheiro que foi atribuído”, salientou André Sancho.
O administrador do Grupo Wider Property, responsável pela gestão do La Vie, Luís Loureiro, referiu que “esta iniciativa é mais uma que se insere no objetivo que lançámos há dois anos de trazer Bordalo Pinheiro para dentro do centro comercial”. Recordou que em julho do passado ano inauguraram uma exposição permanente designada por “Bordalo Pinheiro, Génio da Cerâmica Portuguesa”, que consiste numa mostra de 21 grupos de peças icónicas, como o gato assanhado, o lobo, os macacos e as rãs.
“Quisemos agora trazer mais uma vez Bordalo mas também a ESAD.CR para dentro do nosso shopping e é um orgulho enorme ter esta obra aqui que poderá ser apreciada por todos que nos visitam”, sublinhou Luís Loureiro.
A vereadora Maria da Conceição elogiou que instituições com fins diferentes (industrial, formação e comercial) na mesma cidade possam trabalhar em conjunto para valorizar os seus espaços. “A ESAD.CR tem um papel específico que muito nos honra de espalhar a criatividade dos alunos pelo concelho e pelo mundo fora”, adiantou a autarca.
 João Mateus, subdiretor da escola, referiu que desde que a nova direção assumiu funções em 2016, “temos tentado que a marca ESAD.CR seja conhecida”.
“O que está ali são sardinhas a fugir dos seus predadores”, apontou, acrescentando que a exposição tem uma mensagem ambiental.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar