17-07-2019 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Nadadores salvadores da Nazaré assaltados

Enquanto vigiavam a praia os nadadores salvadores da Nazaré foram assaltados no dia 7 de julho, entre as 16h e as 17h, tendo de um dos oito postos de vigilância sido levada uma bolsa com documentos, um telemóvel e dinheiro, situação que provocou indignação junto dos dezoito socorristas que asseguram a observação ao longo dos dois quilómetros de extensão do areal.

Daniel Meco, coordenador dos nadadores, aponta que a solução passa agora por ter os bens pessoais sob vigilância
Os nadadores salvadores nunca imaginaram que lhes pudessem furtar bens pessoais que levam para os postos, no meio do areal, mas foi isso que aconteceu na área de vigilância nº5. Enquanto patrulhavam a praia e vigiavam os banhistas, alguém apoderou-se dos pertences de um dos nadadores.
“Eu estava à beira-mar e um colega perguntou-me se queria beber água, que ia ao posto buscar. Quando lá chegou deu com as nossas quatro malas abertas. Dei por falta da minha bolsa, que tinha carteira, telemóvel, chaves do carro e de casa, e algumas moedas”, relatou Alexandre Oliveira.
“Estava a tomar conta da vida das pessoas e é uma falta de respeito. Fiquei um bocado desmotivado na altura mas já passou”, manifestou o nadador salvador.
Daniel Meco, coordenador dos nadadores, aponta que a solução passa agora por ter os bens pessoais sob vigilância. “Temos de tomar atenção a duas coisas: À vida das pessoas e aos nossos pertences, que temos de levar para a praia, como o telemóvel, que pode ser preciso para alguma urgência, o cartão de nadador salvador e algum dinheiro para comer qualquer coisa”, referiu.
Esta foi a primeira vez que houve um assalto, tendo sido apresentada queixa à Polícia Marítima da Nazaré.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar