16-05-2020 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Vigília pela cultura e pelas artes

Um grupo informal de profissionais da cultura e das artes vai promover uma vigília (Vigília Cultura e Artes) no dia 21 de maio, entre as 9h e as 19h. O evento vai acontecer, em Lisboa, em frente à Assembleia da República. Terá lugar também noutras cidades, descentralizando a ação e reforçando a importância de uma perspetiva que tenha em conta a realidade de todo o país. Até este momento, estão formadas comissões na Madeira, em Faro, nas Caldas da Rainha, em Setúbal, Porto, Aveiro e Vila do Conde.

A caldense Tânia Leonardo faz parte da comissão organizadora
A Vigília Cultura e Artes pretende dar visibilidade à luta travada por todos os profissionais da cultura e das artes que “ficaram sem qualquer fonte de rendimento ou que, perante as escassas medidas implementadas pelo Estado e Ministério da Cultura, não encontraram nas mesmas apoio suficiente”.
Junta-se ainda, não pretendendo substituir nenhum, a todos os movimentos e estruturas, formais e informais, que exigem uma estratégia a curto, médio e longo prazo para a cultura. A aprovação de um fundo de emergência efetivamente capaz de fazer face à presente situação, o reconhecimento das profissões ligadas à cultura, a criação de um estatuto que garanta uma proteção eficaz a todos os que nelas trabalham e a criação de uma política cultural ajustada às necessidades do setor são algumas das reivindicações que estão na base desta vigília.
“Esta é uma ação consciente e cumpre as normas de segurança em vigor por conta da situação de calamidade devido à pandemia Covid-19. Será, por isso, dividida em turnos que se vão revezando, fazendo assim cumprir a regra do distanciamento social”, refere a organização.
Da comissão organizadora da Vigília Cultura e Artes faz parte a caldense Tânia Leonardo (atriz, técnica de expressão dramática e diretora doTeatro da Pessoa.)
A vigília presencial será assegurada através de grupos (compostos por todos os que compõem o tecido cultural - desde profissionais do setor ao público). Cada pessoa deve segurar num cartaz com a frase “#VigiliaCulturaeArtes - E se tivéssemos ficado sem cultura?”. Estes cartazes serão devidamente higienizados na troca de turnos.
Nas Caldas da Rainha irá decorrer na Praça 25 de Abril, junto à Câmara, a partir das 9h. A hora de término será determinada em função do número de participantes, com limite às 19h.
Haverá o número máximo de três pessoas por cada turno de vinte minutos, mais dois membros fixos da comissão organizadora.
A inscrição prévia é obrigatória em função de serem cumpridas as normas de segurança devido à pandemia e pode ser feita pelo e-mail accaopelacultura2020c.darainha@gmail.com, indicando nome, número de telefone e disponibilidade horária.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar