30-07-2020 Paulo Alexandre Imprimir PDF     Print    Print

Processo da Área de Localização Empresarial da Benedita vai para o Tribunal de Contas

Os processos da Área de Localização Empresarial da Benedita e do Pavilhão Multiusos de Alcobaça deverão ser enviados ainda durante o verão para o tribunal de contas.

Estes são dois dos maiores investimentos esperados no concelho de Alcobaça, com 7,5 milhões de euros para a Zona Empresarial e quase 5 milhões para o pavilhão multiusos, financiados por fundos comunitários.
“Se não houver qualquer impugnação, ambos deverão ir para Tribunal de Contas, e aguardar o seu visto, ainda durante este verão. São dois grandes processos para aquela entidade judicial”, explica Paulo Inácio, acrescentando que também se trabalha “em velocidade cruzeiro para entregar o projeto da Mobilidade Suave para o Rio Alcoa”, que tem que ser fechado até 31 de outubro, constituindo-se como outro processo volumoso de intervenção e financiamento necessário para o concelho.
Sem se referir ao valor estimado para o projeto da mobilidade suave, que irá ligar pelo rio os concelhos de Alcobaça e Nazaré num percurso amigo do ambiente, Paulo Inácio admite que se trata de um “investimento da mesma dimensão do Multiusos e da zona empresarial da Benedita”.
“Uns tentam desvalorizar o que não é de ignorar, pois tratam-se dos três maiores projetos para o concelho de Alcobaça. Outros falam em utopia, mas esta está prestes a tornar-se realidade, tal como foi o Parque Verde”.
Os Municípios da Nazaré e Alcobaça têm até outubro para formalizar a candidatura da Mobilidade Suave ao longo do Rio Alcoa aos fundos comunitários. Até lá terão que reunir os pareceres das diversas entidades com direito a prenunciarem-se sobre esta iniciativa política e a argumentarem o projeto como uma aposta intermunicipal na descarborização e na mobilidade de turistas e residentes, numa área de 12 kms, dotada de indústria, serviços e equipamentos, nomeadamente turísticos.
O projeto tem como finalidade a Recuperação Ambiental e Mobilidade Suave no Rio Alcoa para os dois concelhos que ficarão ligados por uma via de circulação amiga do ambiente, numa extensão de 12 kms, a criar do lado direito da margem do Rio, que ficará equipada com ciclovia, passeio pedonal e uma via para o transporte elétrico de passageiros.
Para além da valorização ambiental e paisagística, através da recuperação ambiental, limpeza e desobstrução do rio, o projeto visa a construção de uma via, que ficará paralela ao rio. Constituir-se-á como uma alternativa à vizinha Estrada Nacional, que liga os dois concelhos.
O Presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio, considera que se está perante “um dos mais ambiciosos projetos de dinamização e valorização territorial entre os concelhos de Alcobaça e Nazaré”
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar