25-09-2019 Imprimir PDF     Print    Print

Instrutor de surf admite facadas mortais em ex-colega

João Moura Pinto, o instrutor de surf de 31 anos acusado do homicídio de um ex-colega de trabalho em julho do ano passado, numa zona de estacionamento próximo do forte da Praia de Paimogo, na Lourinhã, confessou o crime na passada quinta-feira, no Tribunal de Loures.

O arguido admitiu ter esfaqueado a vítima no peito, Tiago Maurício Martins, de 35 anos, tendo depois levado o cadáver até às urgências do Hospital de Peniche, a 10 de julho do ano passado.
O crime foi presenciado por uma testemunha, que alertou a GNR da Lourinhã. Os militares deslocaram-se ao local e apreenderam a faca usada para consumar o ato e que tinha sido deixada abandonada junto às arribas.
O arguido, residente no Baleal, em Peniche, alegadamente responsabilizava a vítima por ter sido despedido há algum tempo da empresa em que trabalhavam juntos, pelo que se encontravam desavindos, sendo que já tinham ocorridos agressões entre ambos.
Combinaram por telefone encontrar-se no parque de estacionamento da praia de Paimogo, tendo a vítima, residente em Sobral, Lourinhã, sido atacada de surpresa.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar