02-08-2021 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Morreu jovem caldense promessa do badminton

Tomás Bernardo Sacramento, jovem caldense de 16 anos, praticante de badminton de alta competição, morreu na passada sexta-feira, no hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, devido a complicações pós-operatórias no seguimento de uma intervenção cirúrgica cardíaca de que tinha sido alvo para resolver um problema congénito.

Tomás Sacramento era atleta de alta competição (foto Federação Portuguesa de Badminton)
O seu falecimento motivou uma onda de pesar, começando pela Federação Portuguesa de Badminton, que lamentou a morte de “um dos nossos mais promissores jogadores da modalidade”.
A atleta Telma Santos, representante olímpica de badminton em Londres2012 e Rio2016, manifestou a sua tristeza: “Vou lembrar-me para sempre daquele menino que me desafiava nos campos de férias para jogar”.
Residente nas Caldas da Rainha, onde situa a sede da Federação e existe um Centro de Alto Rendimento de Badminton, Tomás Sacramento representava o MVD (Movimento Voluntário Desportivo).
Frequentava o 11º ano, no curso de ciências socioeconómicas da Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro e era atleta da UAARE (Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola), o que facilitava a interligação entre os estudos e a competição, embora reconhecesse que era “complicado ser aluno-atleta” por ter de “conciliar a escola com os treinos e torneios”, o que levava a no dia a dia “estar sempre ocupado, a treinar, a estudar ou na escola”
“A comunidade escolar não faz a mínima ideia de que como a vida de um aluno-atleta é preenchida e como combinar horas específicas para fazer trabalhos de grupo é difícil porque não temos tanta disponibilidade”, confessava num depoimento sobre a UAARE, que considerava “uma ajuda”.
Este ano, no Campeonato Nacional de Sub-21, atingiu os oitavos de final. Segundo o ranking sub19, divulgado em julho pela Federação Portuguesa de Badminton, Tomás Sacramento era o 24º em singulares homens e 19º em pares homens (com o parceiro Nuno Ferreira Ribas, do Centro Cultural e Recreativo de Maceda).
Tinha uma irmã igualmente praticante de badminton, dois anos mais nova.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar