01-03-2021 António Delgado, 89 anos Imprimir PDF     Print    Print

Caldas da Rainha noutros tempos

O Mercado do Peixe

Foi no ano de 1952 que iniciei a minha estadia nesta cidade, que ainda hoje guardo com carinho no coração. Vim assentar praça, ainda no quartel velho, nos atuais pavilhões do parque D. Carlos I, e por cá fiquei uns anos

Recordo vários encantos e recantos, a antiga Praça do Peixe, atual Praça 5 de Outubro, é um deles.
Quem passava ao longe, o cheiro não enganava ninguém, e ao perto a azáfama era muita. O largo cheio de bancadas, o peixe ao ar, as peixeiras a pregar "oh freguês, é linda a minha sardinha!", e era assim que aquela praça ganhava vida.
O povo das Caldas e de arredores juntava-se, mas às segundas-feiras era dia de festa. Ali se comprava e ali se comia. Lembro-me bem, havia um grelhador aceso, comia-se o peixe assado, bebia-se um copo de vinho e assim se fazia o convívio.
Quem vinha de mais longe, a passo de burro nas viagens de ida e volta, ocupava o dia inteiro. Muitos até trabalhavam ao domingo só para ter as segundas-feiras disponíveis para fazer parte do banquete que se tornava aquela praça.
O tempo passou e muito mudou, o sal que ajudava a conservar foi substituído pelo gelo e as cestas feitas com folhas de zinco para transportar o peixe hoje em dia já não existem. Recordo-me ainda que o chicharro era vendido ao par, escalado e lá dentro cabia outro. 15 tostões era assim muitas vezes vendido.
Outros tempos...
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar