09-03-2021 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Na última semana

Três mortes nas Caldas e casos ativos na região Oeste abaixo dos mil

No espaço de uma semana houve 7 óbitos associados à Covid-19 na região Oeste, elevando o total para 708. Foi nas Caldas da Rainha que se verificaram mais falecimentos neste período – 3.

De acordo com a divulgação até ao princípio da tarde de 9 de março, Torres Vedras registava 167 óbitos (mais 1) e era o concelho com mais mortes.
Caldas da Rainha é o segundo município com mais falecimentos, sendo agora 127 (mais 3), seguindo-se Alcobaça – 77 (mantém), Alenquer – 76 (mantém), Arruda dos Vinhos – 59 (mais 2), Óbidos – 49 (mantém), Peniche – 46 (mantém), Lourinhã – 37 (mantém), Bombarral – 23 (mais 1), Sobral de Monte Agraço – 19 (mantém), Nazaré – 16 (mantém) e Cadaval – 12 (mantém).
Em relação aos casos ativos na Região Oeste, passaram de 1142 para 855 (menos 287). O concelho com o número mais elevado é Alenquer – 260 (menos 44).
Seguem-se Caldas da Rainha – 175 (menos 18), Alcobaça – 131 (menos 21), Torres Vedras – 104 (menos 28), Peniche – 85 (menos 52), Bombarral – 37 (menos 12), Sobral de Monte Agraço – 23 (menos 37), Arruda dos Vinhos – 17 (menos 46), Cadaval – 7 (menos 3), Lourinhã – 7 (menos 25), Nazaré – 6 (mais 3) e Óbidos – 3 (menos 4).
Em Torres Vedras havia 82 (mais 3) casos suspeitos a aguardar os resultados laboratoriais e 119 (menos 209) contactos sob vigilância ativa das autoridades de saúde. Os casos ativos estavam distribuídos pelas seguintes freguesias: Santa Maria, São Pedro e Matacães (33), Silveira (16), Ventosa (16), União de Freguesias de A-dos-Cunhados e Maceira (8), São Pedro da Cadeira (10), Turcifal (6), Ponte do Rol (5), União de Freguesias de Maxial e Monte Redondo (4), Freiria (3), União de Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça (1), União de Freguesias de Dois Portos e Runa (1) e Ramalhal (1).
Em Peniche os casos ativos eram registados na cidade (68, menos 35), em Atouguia da Baleia (9, menos 10) e em Ferrel (8, menos 7). Serra d’El Rei mantém-se sem casos. Havia 197 (menos 78) pessoas em quarentena ou sob vigilância.
Na Nazaré havia 4 (mais 2) casos em Valado dos Frades, nenhum (menos 1) na vila e 2 (mais 2) em Famalicão.
Na Lourinhã havia 3 (mantém) pessoas em vigilância passiva e 26 (menos 67) em isolamento.
Em Sobral de Monte Agraço havia 35 (menos 31) pessoas em vigilância ativa (efetuada pela autoridade de saúde, com confinamento obrigatório), 34 (menos 25) em vigilância sobreativa (efetuada pelos médicos de medicina geral e familiar), nenhuma (menos 5) em vigilância passiva e 69 (menos 53) em isolamento.
Nos restantes concelhos do Oeste não foram divulgadas mais informações.
Não pertencendo à região Oeste, mas por ser um concelho que faz fronteira com o de Caldas da Rainha, eis os dados referentes a Rio Maior: 51 óbitos (mais 1), 51 casos ativos (menos 24) e 60 sob vigilância ativa (menos 5). No total houve 2241 casos (mais 38) e 2139 recuperaram (mais 61).
Total de casos confirmados: Torres Vedras – 5455 (mais 63); Alenquer – 3901 (mais 50); Alcobaça – 2913 (mais 13); Caldas da Rainha – 2509 (mais 29); Peniche – 1698 (mais 15); Lourinhã – 1277 (mantém); Arruda dos Vinhos – 1198 (mais 3); Sobral de Monte Agraço – 837 (mais 6); Nazaré – 697 (mais 4); Óbidos – 613 (mais 3); Bombarral – 580 (mais 10); Cadaval – 540 (mais 9).
Total de casos recuperados: Torres Vedras – 5184 (mais 90); Alenquer – 3565 (mais 94); Alcobaça – 2705 (mais 34); Caldas da Rainha – 2207 (mais 44); Peniche – 1567 (mais 68); Lourinhã – 1233 (mais 25); Arruda dos Vinhos – 1122 (mais 47); Sobral de Monte Agraço – 795 (mais 43); Nazaré – 675 (mais 1); Óbidos – 561 (mais 7); Cadaval – 521 (mais 12); Bombarral – 520 (mais 21).

Caldas no risco moderado

Segundo o boletim da Direção Geral da Saúde, a avaliar pela incidência cumulativa a 14 dias no período de 17 de fevereiro a 2 de março, Sobral de Monte Agraço é o único concelho do Oeste que se mantém em risco muito elevado (480-959 casos por 100 mil habitantes), o segundo mais grave da tabela.
No nível elevado (240-479) estão agora os concelhos de Bombarral, Cadaval, Torres Vedras, Alenquer e Rio Maior.
Em risco moderado (menos de 240), o mais baixo da tabela, encontram-se os restantes sete concelhos, sendo a Nazaré o que apresenta neste momento o menor risco epidemiológico com um índice de 35 casos por 100 mil habitantes.
A nível nacional já não há concelhos em risco extremo (960 ou mais casos) e apenas oito estão em risco muito elevado.
Índice de infeções por 100 mil habitantes: Sobral de Monte Agraço – 535; Bombarral – 478; Rio Maior – 476; Torres Vedras – 298; Cadaval – 285; Alenquer – 268; Arruda dos Vinhos – 234; Lourinhã – 174; Peniche – 151; Caldas da Rainha – 118; Alcobaça – 84; Óbidos – 84; Nazaré – 35.
Novos casos registados de 17 de fevereiro a 2 de março: Torres Vedras – 234; Alenquer – 118; Rio Maior – 97; Caldas da Rainha – 61; Bombarral – 60; Sobral de Monte Agraço – 57; Lourinhã – 45; Alcobaça – 45; Peniche – 40; Cadaval – 39; Arruda dos Vinhos – 36; Óbidos – 10; Nazaré – 5.
O concelho de Torres Vedras é o que apresenta maior número de novos casos neste período, sendo a Nazaré o que apresentou um menor número de novas infeções.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar