19-02-2020 Arlindo Ferreira Imprimir PDF     Print    Print

Juvenis / 1ª divisão futebol 11

G. D. Nazarenos 3 AEÓbidos 2

Campo nº2 Estádio Municipal Nazaré Árbitro: Ana Miguel Assistentes: Diogo Monteiro e David Lopes G. D. Nazarenos: Victor Urbano; Rodrigo Alves; João Maria; Rayan Costa; Danilo Bento; Tiago Lopes; Vasco Cavaco; David Sarmento; Duarte Figueira; Diogo Fernandes; Rodrigo Carnaz. Suplentes: Tomás Estrelinha; Simão Rodrigues; Manuel Espanhol; João Frazão; João Benavente; Tomás Oliveira. Treinador: Flávio Silva AEÓbidos: David Chaves; Duarte Santos; Duarte Duque; Pedro Martins; Tomás Ferro (30' David Morgado); Thiago Martins; Bernardo Barros; Ernesto Santos; Guilherme Martins; José Ferreira (30' Diogo Santos); Rodolfo Costa. Suplentes não utilizados: Rui Santos; Edgar Manuel; Rafael Ferro; Rúben Ferro; Miguel Sedas. Treinador: Sérgio Vala Golos: (26') Guilherme Martins; (37' GP) João Maria; (55') Alexandre Ferreira; (67') David Morgado; (68') Diogo Fernandes.

Entrada das equipas em campo

A primeira vitória dos nazarenos correspondeu à primeira derrota do Óbidos.

Os morcegos conseguiram um golo de vantagem aos 26' por intermédio de Guilherme Martins, mas isso não foi suficiente para agarrar a vitória, que acabou por fugir na etapa final.

Com a equipa completamente descaraterizada, em virtude das muitas alterações efetuadas por opção, o Óbidos apresentou falta de maturidade, fruto de alguns erros individuais, sempre bem aproveitados pela organizada e ambiciosa equipa das ondas, que tudo fez para ser feliz.

Aos 32' Sérgio Vala fez duas substituições simultâneas. Os nazarenos empertigaram-se, reagiram e acabaram por empatar, de penálti, por João Maria, aos 37', antes do intervalo.

Na segunda parte, após período de equilíbrio, os anfitriões foram mais rematadores e felizes na forma como chegaram à vantagem, por Alexandre Ferreira, aos 55', beneficiando de mais um erro defensivo. 

Mas o Óbidos acreditou e restabeleceu a igualdade. A vantagem dos nazarenos durou apenas doze minutos, o tempo que Guilherme Martins precisou para entrar em cena com um passe genial a isolar David Morgado, que galgou terreno e bateu Victor Urbano na área com remate forte e colocado.

Contudo, antes do final, na sequência de um canto, Diogo Fernandes finalizou certeiro, em jogada confusa na grande área aos 67' e carimbou o triunfo nazareno.

Guilherme Martins ainda desperdiçou uma soberana ocasião 69' isolado frente ao guarda-redes, teve tempo para tudo, mas o remate saiu fraco, à figura de Victor Urbano. 

A formação do Óbidos perdeu a ilusão de acabar a 1ª fase sem derrotas.

Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar