16-04-2019 Imprimir PDF     Print    Print

Instrutor de surf vai a julgamento por homicídio de ex-colega

Um instrutor de surf residente no Baleal acusado pelo homicídio de um ex-colega de trabalho em julho do ano passado, numa praia do concelho da Lourinhã, vai ser julgado pelo tribunal de Loures.

O arguido, de 31 anos, e a vítima, de 35, conheciam-se há oito anos, mas encontravam-se desavindos, tendo já existido agressões entre ambos, refere a acusação do Ministério Público, citada pela agência Lusa.
A 10 de julho de 2018, ambos combinaram por telefone encontrarem-se no parque de estacionamento da praia de Paimogo ao fim da tarde desse dia. Trocaram palavras, agrediram-se mutuamente e, a dada altura, o arguido esfaqueou o outro no peito, descreve a acusação. O desentendimento, segundo a família da vítima, poderá ter estar relacionado com o homicida alegadamente responsabilizar a vítima por ter sido despedido há algum tempo da empresa em que trabalhavam juntos.
A vítima, Tiago Maurício Martins, mais conhecido por “Slater”, em alusão ao campeão de surf norte-americano com o mesmo nome, residente em Sobral, Lourinhã, foi colocada pelo homicida no banco da viatura e transportada à urgência do hospital de Peniche, onde faleceu.
O arguido viu agravada a qualificação jurídica do crime, de homicídio simples para qualificado, por se presumir que foi um ato premeditado. Esteve em prisão preventiva em Leiria até 20 de novembro e desde essa data encontra-se em prisão domiciliária a aguardar julgamento
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar