11-04-2015 Cultura, Lusa, Peniche Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Órgão histórico da Igreja de São Pedro em Peniche volta a tocar ao fim de 80 anos

Peniche, Leiria, 11 abr (Lusa) - O órgão histórico de tubos da Igreja de São Pedro, em Peniche, volta hoje a tocar, quase 80 anos depois, num concerto inaugural das obras de restauro a que foi sujeito, anunciou a paróquia local.

Pedro Silva, pároco de Peniche, afirmou à agência Lusa que "é uma alegria para a igreja, mas também para o concelho voltar a ouvir o órgão", não só pelo acompanhamento litúrgico que vai permitir fazer, mas sobretudo pela importância patrimonial e artística.

O restauro custou cerca de 40 mil euros e foi feito pelo organeiro Pedro Guimarães.

O órgão foi construído em 1771 pelo italiano Pietro Antonio Boni, responsável pela manutenção de instrumentos da Sé Patriarcal de Lisboa a partir de 1758, ano em que aí vendeu e montou um órgão, na sequência da destruição provocada pelo terramoto de 1755, vindo a falecer poucos anos depois, em 1774.

Pelo estado gasto das teclas e outros mecanismos, terá tido muito uso durante 160 anos, estimou a paróquia.

Hoje, pelas 21:30, está previsto um concerto com os organistas internacionais Eva Brandazza e Marco Brandazza. No domingo, a partir das 10:30, a eucaristia é acompanhada pela música litúrgica do órgão de turbos e pelos grupos corais.

O órgão, com mais de meio milhar de tubos, nunca tinha sido objeto de uma intervenção profunda, agora inserida numa empreitada mais vasta de reabilitação de toda a igreja, que abriu ao público em novembro após ter estado encerrada durante dois anos para as primeiras obras de fundo desde há 316 anos.

A intervenção implicou obras na estrutura física da igreja, na instalação elétrica e no sistema de som, na iluminação interior e o restauro dos sinos e da arte sacra - desde o retábulo dos altares até às telas e pinturas dos tetos, que totalizaram um investimento de 850 mil euros, dos quais 80% foram financiados por fundos comunitários.

Para dar a conhecer as obras de restauro, a paróquia tenciona abrir a igreja ao público, não só com visitas turísticas, mas também com concertos mensais.

As obras da igreja fazem parte de um investimento de dez milhões de euros na regeneração urbana do centro histórico da cidade de Peniche, para o qual a Câmara Municipal e outras entidades receberam seis milhões de euros de financiamento.

A igreja, construída no século XVI e ornamentada entre os finais do século XVII e o início do século XVIII por motivos barrocos, de que é exemplo a capela-mor, foi encerrada ao público em dezembro de 2012.

 

FYC // PMC

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar