02-11-2018 Cultura, Sociedade, Educação, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: Cultura

Redação, 30 out (Lusa) – Notícias breves de Cultura:

 

Concerto pelo Pracht Ensemble na Casa dos Patudos, em Alpiarça

 

Assinalando os 89 anos da morte do político republicano José Relvas, realiza-se na quarta-feira à noite, na Casa dos Patudos, em Alpiarça, onde viveu, um recital pelo Pracht Ensemble.

O Pracht Ensemble é constituído pelo cravista Andrey Pracht, a soprano Elena Richter-Gudz, e a bandolinista Iryna Lukianchuk, e vai interpretar peças de Domenico Scarlatti, Carlo Arrigoni, e François Couperin.

José Relvas (1858-1929) proclamou o novo regime da varanda dos paços do concelho de Lisboa, a 05 de outubro de 1910, e fez parte do primeiro Governo republicano, tendo sido ministro das Finanças e responsável pela introdução da nova moeda após 1910, o Escudo.

 

 

Debussy pela pianista Inês Filipe no Museu da Música

 

A pianista Inês Filipe apresenta na próxima sexta-feira às 19:00, no Museu da Música, em Lisboa, um recital inteiramente constituído por peças de Claude Debussy, anunciou a Associação de Amigos do museu.

Do compositor francês, a pianista vai tocar, entre outras peças, “Bruyères”, “General Lavine – Excentric”, “La Terrasse des audiences du clair de lune”, “Ondine” e “Feux d'artifice”.

Tendo iniciado os estudos musicais aos nove anos, Inês Filipe concluiu o curso supletivo de Piano no Conservatório de Música de Aveiro em 2014, com 20 valores, no mesmo ano em que terminou a licenciatura em Engenharia Civil na universidade desta cidade. Atualmente, efetua uma pós-graduação em performance de piano clássico no Conservatori Superior de Música del Liceu, em Barcelona, na classe do pianista Josep Colom.

Entre outros galardões, foi distinguida com o London Grand Prize, Prémio de Interpretação Frederico de Freitas, e o Prémio Antena 2 – Semana Internacional do Piano de Óbidos.

A pianista faz parte do ArsisTrio, grupo formado no ano passado, com o violetista Francisco Lourenço e clarinetista Ângelo Santos, e que foi selecionado para participar no ciclo de concertos “Musica als Parcs 2018”, em Barcelona, em Espanha.

 

 

Fernando Tordo interpreta poemas de Ary dos Santos

 

Fernando Tordo, intérprete de canções como “Adeus Tristeza” apresenta, a partir de quinta-feira até domingo, sempre às 21:30, no auditório do Casino Estoril, no concelho de Cascais, “Fernando Tordo & Ary dos Santos: As Histórias das Canções”.

Fernando Tordo, de 70 anos, e 50 de vida artística, vai “recordar as composições e as memórias que guarda dos anos em que criou canções com José Carlos Ary dos Santos, poeta com quem manteve uma intensa parceria ao longo de quase duas décadas”, segundo nota do casino.

“Fado de Alcoentre”, “Cavalo à Solta”, “Tourada”, “O Amigo que Eu canto”, “Estrela da Tarde” são alguns dos poemas de Ary dos Santos (1937-1984), que Tordo gravou.

Segundo a mesma fonte, “Fernando Tordo & Ary dos Santos: As Histórias das Canções”, “trata-se da narração de um encontro que marcou a música portuguesa; cada canção preserva uma memória, e são as histórias desta união que Fernando Tordo promete contar, antes de nos fazer mergulhar nas luminosas composições”.

 

 

António Zambujo em Lisboa, Porto e Coimbra

 

António Zambujo, que edita no dia 23 de novembro o novo álbum, “Do Avesso”, agendou espetáculos de apresentação nos coliseus, respetivamente a 23 de fevereiro, no Porto, e 02 de março, em Lisboa, e no Convento São Francisco, em Coimbra, no dia 24 de maio, divulgou hoje a discográfica Universal Music.

“Do Avesso” é produzido por Filipe Melo, Nuno Rafael e João Moreira, e o single de apresentação intitula-se “Sem Palavras”, canção assinada por João Monge e Mário Laginha.

O novo CD sucede “Até Pensei Que Fosse Minha” (2016), álbum de tributo a Chico Buarque, e inclui composições de Luísa Sobral, Miguel Araújo, Márcia, Arnaldo Antunes, Cézar Mendes, Pedro da Silva Martins, Aldina Duarte e do próprio Zambujo.

António Zambujo, de 43 anos, iniciou o percurso musical pelo fado e tem vindo a experimentar outros sons, designadamente o cante alentejano, da sua região natal, tendo em 2016 recebido o Prémio Amália para o Melhor Intérprete de Fado.

 

NL // EL

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar