20-11-2018 Cultura, Sociedade, Política, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: Cultura

Redação, 20 nov (Lusa) - Notícias breves de Cultura:

 

David Machado em sessão de leitura no País de Gales

 

O escritor português David Machado participa hoje às 17:00 locais, na Universidade de Cardiff, numa sessão de leitura e seguida de uma conversa com o público, anunciou a sua editora.

Depois de estar na capital do País de Gales, “no final da semana o autor estará em Londres, onde realizará sessões com alunos de universidades daquela cidade”, segundo comunicado das Publicações D. Quixote.

David Machado é autor de romances e livros infantis, entre eles, “A Noite dos Animais Inventados”, “O Tubarão na Banheira”, “Eu Acredito” e “Uma Noite Caiu Uma Estrela”.

O seu romance “Índice Médio de Felicidade” foi distinguido com o Prémio da União Europeia para a Literatura e o Prémio Salerno Libro d'Europa, que foi adaptado ao cinema pelo realizador Joaquim Leitão. Recentemente, com a chancela da Editorial Caminho, publicou o romance juvenil “Não te Afastes”.

 

 

Rumos Ensemble apresenta “Tocando Portugal”

 

O Rumos Ensemble, constituído pelos músicos João Vasco (piano), Anne Vitorino d'Almeida (violino) e Luís Gomes (clarinete), apresenta na quarta-feira às 19:00, no Museu Nacional da Música, em Lisboa, “Tocando Portugal”.

“Tocando Portugal" é o título do concerto multimédia concebido e interpretado pelo Rumos Ensemble, já apresentado em várias cidades no Brasil, Alemanha, França, Namíbia, África do Sul, Estados Unidos, Cuba, Suíça, Tunísia, Cabo Verde e China, segundo nota do museu.

“Inovador e ambicioso, este projeto reúne uma seleção de música tradicional de dez regiões portuguesas, arranjadas para trio de violino, clarinete e piano; a projeção de filmes inéditos de cada região, evocando a beleza e riqueza natural e arquitetónica do nosso país; depoimentos de personalidades naturais de cada região, como António Victorino d’Almeida, Graça Morais, Janita Salomé, Carlos Alberto Moniz, Rosa Mota ou Lídia Jorge”, afirma o museu.

“A pertinência e singularidade deste recital emerge não só da interdisciplinaridade e transversalidade artística e estilística que alicerçam a sua génese, como da vontade de três músicos eruditos com carreiras internacionais assinaladas nos quatro continentes, de olhar para o património musical tradicional português com uma energia renovadora, contemporânea, porém acessível a todos os tipos de público, do mais erudito ao mais popular”, sublinha o museu.

 

 

Conceição Zagalo recebe Prémio Femina/2018 de Honra

 

A vereadora da Câmara de Lisboa, Conceição Zagalo, que preside ao Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, recebe no próximo sábado à noite, em Lisboa, o Prémio Femina de Honra.

Os Prémios Femina/2018, uma iniciativa da Matriz Portuguesa-Associação para o Desenvolvimento da Cultura e do Conhecimento, são atribuídos a mulheres que se “tenham distinguido com mérito ao nível profissional, cultural e humanitário no mundo, pelo conhecimento e pelo seu relacionamento com outras culturas”, segundo nota da organização.

Outras distinguidas são a cantora e compositora cabo-verdiana Mayra Andrade, por mérito nas Artes e Letras, e Maria de Jesus Trovoada, ministra da Saúde de São Tomé e Príncipe, por mérito nas Ciências e investigação relevante.

Os Prémios Femina distinguem ainda, por “méritos relevantes na Excelência Profissional, contributo para o prestígio de Portugal e da Lusofonia”, e pelos seus atos de humanitarismo em prol da dignidade e direitos do Ser Humano, Susana Damasceno, presidente da AID Global.

Pelo Estudo e Divulgação da Cultura e História de Matriz Portuguesa no estrangeiro e na Lusofonia, Helena Carvalho Pereira, vice-presidente do Sintra Estúdio de Ópera, e o Prémio

Ad Femina Mundu (“à Mulher do Mundo”), uma “categoria excecional para mulheres de nacionalidades não portuguesa nem da lusofonia” à húngara Antoinette Lukacs, tradutora, vice-presidente da Associação Portugal-Hungria, “pelo seu contributo, com o seu exemplo, em obras, conduta e estudo, a todas as mulheres do mundo”.

 

 

Diogo Picão apresenta “Cidade Saloia” na Casa da América Latina

 

O músico português Diogo picão apresenta na próxima sexta-feira às 21:30, na Casa da América Latina (CAL), em Lisboa, o álbum “Cidade Saloia”, anunciou esta instituição.

O álbum de esteia foi apresentado no passado dia 28 de fevereiro no Teatro do Bairro, em Lisboa, com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores, e segundo a CAL este “é um dos autores de canções mais promissores da sua geração”.

Natural da Lourinhã, nos arredores de Lisboa, Diogo Picão começou a aprender saxofone na Escola de Jazz de Torres Vedras, seguindo depois para a Escola Superior de Música e artes do espetáculo, no Porto, e “mais tarde viajou pela América Latina, território que influenciou fortemente as suas composições”.

O CD é constituído por doze canções da sua autoria, todas em português exceto uma em espanhol, conta com a participação do seu trio, que inclui os músicos Olmo Marín, Anders Perander e Matteo Bowinkelmann, além de vários convidados como Salvador Sobral, com quem partilha a interpretação da canção “Sem Respostas”.

 

NL // SB

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar