24-08-2021 Marlene Sousa Imprimir PDF     Print    Print

“Cor escura da areia da Lagoa não significa que esteja contaminada”

Um vídeo que está a circular nas redes sociais e mostra uma fase experimental das dragagens na Lagoa de Óbidos está a preocupar os cidadãos. A imagem mostra a areia extraída da Lagoa com uma cor negra a ser despejada no mar.

Imagem que está a circular nas redes sociais
Recorde-se que a intervenção engloba a deposição da areia no mar, para sul, a partir da arriba do Gronho, por “rainbow”, o transporte por tubagem flutuante, com auxílio de estações intermédias de bombagem (boosters).
Em declarações ao JORNAL DAS CALDAS, o presidente da Câmara, Tinta Ferreira disse que a informação que tem da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) é que a imagem em causa corresponde a mais um teste do ajustamento do “rainbow” extraindo diretamente areia do fundo dos Braços da Lagoa. “Ela tem uma cor escura mas isso não significa que esteja contaminada”, afirmou o autarca. “Estão a ser feitas análises para confirmar se estão contaminados (classe 1) e moderadamente contaminados (classe 2), como se pensa”, apontou.
“O que me foi dito é que há confiança relativamente às análises na sequência desses resultados e depois do ajustamento do rainbow, começarão as dragagens”, revelou.
O autarca alega que as pessoas “não podem estranhar se a areia for de cor escura porque ela depois com a água do mar será lavada”. “Se forem ver as dragagens de maior dimensão, que estão a decorrer em Aveiro, vão ver exatamente o mesmo processo, portanto, o facto de ela vir de cor escura não significa que esteja contaminada e as análises vão garantir isso”, salientou.
Tinta Ferreira explicou que as dragagens ainda não foram iniciadas, porque primeiro houve um Estudo de Impacte Ambiental (EIA), e também houve trabalhos de arqueologia por causa do barco que está junto ao “rainbow”.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar