17-07-2019 Francisco Gomes Imprimir PDF     Print    Print

Esfaqueia ex-companheira depois de proibido de contatá-la

Inconformado com o fim da relação amorosa que manteve durante catorze anos, um homem, de 51 anos, estrangeiro, perseguiu a ex-companheira e mãe das suas filhas, e não descansou até esfaqueá-la, na manhã do passado domingo, em Salgueirinha, uma pequena povoação do concelho de Óbidos, onde moram familiares da vítima e onde esta se encontrava. O agressor, estrangeiro, acabou por ser detido pela GNR.

Entre 2003 e 2017, o homem agrediu várias vezes, física e psicologicamente, a companheira, de 46 anos, chegando mesmo a ameaçá-la de morte, razão pela qual foi até condenado a pena suspensa de dois anos de prisão, com proibição de contato por qualquer meio com a vítima, residente em Coimbra, sentença que ainda não tinha transitado em julgado.
Só que não cumpriu e no domingo, segundo a GNR, dirigiu-se à casa de familiares dela e depois de voltar a proferir novas ameaças de morte, extensíveis à família, esfaqueou-a na zona abdominal e na cabeça.
A mulher foi transportada pelos bombeiros voluntários de Óbidos para o hospital das Caldas da Rainha, apresentando ferimentos ligeiros, tendo alta no mesmo dia.
O homem colocou-se em fuga, sendo perseguido pelos militares da GNR de Óbidos e de Caldas da Rainha. O suspeito foi apanhado nas traseiras da estação de serviço da A8 entre os dois concelhos.
Foi levado para o quartel do destacamento da GNR nas Caldas da Rainha até ser presente a primeiro interrogatório judicial em Leiria, onde se apurou que também se encontrava desde agosto de 2016 em situação irregular no país.
Perante o rol de crimes imputados, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva, prosseguindo a investigação sob a direção do Ministério Público da 2ª Secção das Caldas da Rainha do Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar