25-08-2015 Marlene Sousa Imprimir PDF     Print    Print

Estrangeiros expõem trabalhos que resultaram de workshop com o artista Victor Mota

Mais de uma centena de pessoas visitou a exposição coletiva de cerâmica, no Céu de Vidro, no Parque D. Carlos I, que inaugurou na passada sexta-feira.

[+] Fotos
Os alunos com o artista Victor Mota, do Atelier Linhas da Terra 
Os trabalhos expostos resultaram do workshop que estrangeiros que residem na região estão a frequentar no Atelier Linhas da Terra,  do artista Victor Mota, que se dedica à cerâmica desde 1987.
Até 30 de agosto é possível ver e adquirir as peças que resultaram das aulas de cerâmica que Victor Mota está a dinamizar há cerca de um ano a pessoas oriundas da Bélgica, Holanda, Estados Unidos de América, Inglaterra, França. “Eles trazem um projeto ou uma fotografia de uma coisa que gostam de fazer como um peixe, moxo, gato e depois eu explico de como pode ser feito em cerâmica”, explicou, Victor Mota, acrescentado que “muitos queriam fazer uma peça para oferecer a um amigo e eu ensinei a fazer o molde para que possam fazer mais obras”.
A iniciativa surgiu de Ana Costa Leal, do Conselho da Cidade, que levou um grupo de estrangeiros a uma visita ao atelier cerâmico Linhas da Terra, situado na Estrada Nacional nº 8, em São Cristóvão (junto ao Intermarché de Óbidos). “Uma das visitantes disse que se Victor Mota desse aulas gostava de participar e agora são nove que estão a participar no workshop de cerâmica e estão a adorar a experiência”, contou Ana Costa Leal.
“Eles encontram ali no atelier um ponto de encontro de convívio em que trabalham e interagem uns com os outros”, adiantou.
Annika van der Woude nasceu na Holanda e mudou-se para Portugal em 2013. Vive na Serra do Bouro e começou a ter aulas de cerâmica semanalmente com Victor Mota em agosto do ano passado e está a “adorar a experiência”. “Foi uma grande aventura para mim, nunca pensei gostar tanto e espero que continuem a ver mais trabalhos da minha autoria”, declarou Annika van der Woude.
Gary Ballard nasceu em Wichita, no Kansas, nos Estados Unidos da , em 1944. Depois de se reformar há cerca de cinco anos da empresa Boeing, escolheu viver perto da praia do Salgado. Iniciou o workshop de cerâmica apenas neste ano, na primavera, e ainda está a aprender. “Faço-o com imenso prazer. Nunca pensei que o conseguia fazer”, confessou.
Anita Hollink,Jorge Lindinho, Kris Keunen, Lieve Bynens, Nel Frederix, Rui Silvestre, Tineke GuttenberG e Tom Hanso são os outros estrangeiros que participam no workshop de cerâmica e que expõem nesta mostra.

Marlene Sousa
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar