31-08-2021 Mariana Martinho Imprimir PDF     Print    Print

Chega apresenta-se como “um projeto capaz de fazer mais e melhor”

O Chega apresentou no passado sábado os dois primeiros candidatos à presidência da Câmara e da Assembleia Municipal do Bombarral, João Hermenegildo e Rute Oliveira, respetivamente. Esta candidatura, que se apresenta como “uma verdadeira alternativa para o concelho”, tem como objetivo “melhorar a vila do Bombarral, que precisa muito de todos nós”.

Elementos que compõem a candidatura do Chega no Bombarral
A apresentação pública dos candidatos decorreu na Praça José Pereira de Carvalho, no Bombarral, com intuito de ser “uma verdadeira alternativa, que vai à raiz dos problemas, com uma equipa competente, que tenho a honra de liderar”, afirmou João Hermenegildo, de 55 anos, que encabeça a lista do Chega nas próximas eleições autárquicas.
O candidato é engenheiro civil, reside no concelho e foi deputado municipal na Assembleia Municipal do Bombarral entre 2000 e 2004, eleito pelo PSD, partido do qual foi militante até há um ano e meio. Atualmente é militante do Chega, tendo integrado desde início a organização concelhia do partido e a comissão instaladora da comissão local.
Esta candidatura, segundo o cabeça de lista, tem “uma motivação que é comum a todas as candidaturas do partido e é protagonizada por pessoas do Bombarral, que não se conformam com a política de fachada a que somos sujeitos há mais de uma década”. Nesse sentido apresentou “uma cartilha, com propostas exequíveis e com objetivos bem determinados”, que passam pela desburocratização do funcionamento da autarquia, agilização de procedimentos, colocação da autarquia ao serviço do munícipe, redução de impostos e taxas da responsabilidade do município para “metade dos valores atualmente praticados”. Trata-se de uma medida que, segundo João Hermenegildo, será “um sinal de incentivo ao investimento e de um ligeiro alívio às pequenas empresas”.
Se for eleito, João Hermenegildo pretende desenvolver “uma política de recuperação do património” através da valorização dos espaços e edifícios públicos, arborizar “massivamente” praças e arruamentos, disciplinar e aumentar o número de lugares de estacionamento, para desta forma valorizar o património privado e tornar a vila apetecível para investir. Além disso tem um “projeto ambicioso” de investimentos na indústria, com a criação de uma zona industrial junto ao nó do Bombarral, na agricultura, sobretudo na área da investigação, formação e apoio logístico, e no turismo, área que pretende realçar.
O programa prevê a reabilitação dos núcleos urbanos, o parque de campismo do Picoto com uma função hoteleira, lançamento de um projeto de recuperação de moinhos de vento, criação de uma praia fluvial no Rio Real na vila, e eletrificação do interior da Mata Municipal. As prioridades passam também por proteger “aquilo que resta do comércio local e favorecer novas unidades através de incentivos e de uma regra de proporcionalidade entre as unidades comerciais”.
A instalação de uma passagem pedonal superior de ferro junto à estação e intervenção nas aldeias do concelho são outras
apostas.
“Assumiremos as responsabilidades da autarquia na educação e defenderemos a autoridade dos pais e professores no processo educacional dos jovens”, explicou o candidato do Chega, adiantando que “não pouparemos esforços na criação do bem-estar nas escolas, seja nas condições de estudo, da prática de desporto ou de garantia da qualidade alimentar”.
João Hermenegildo pretende que o Bombarral seja também “um concelho com desporto acessível a todos, com forte oferta de formação cultural e verdadeiramente solidário”. Ainda assim, “muitas propostas e intenções ficaram por referir ligadas à área do ambiente, dos transportes, da terceira idade e da segurança”, apontou o candidato do Chega, relatando que “este é o nosso programa e não nos desviaremos dele, e é com base na sua execução que queremos ser avaliados daqui a quatro anos”.
A sessão também contou a presença da candidata à Assembleia Municipal, Rute Oliveira, de 46 anos, que se estreia na política para possibilitar “uma nova oportunidade de poder fazer diferente e melhor por este concelho”. “Pretendo com a minha candidatura dar o exemplo a todos os jovens, dando-lhes oportunidade de poder ativamente contribuir com as suas ideias”, frisou a docente do ensino básico.
Além disso quer “melhorar a vila do Bombarral, que precisa muito de todos nós”, mas para isso “é urgente mudar e acreditar nesta grande equipa do Chega, que muito tem para fazer diferente e melhor”. Também considerou que “é necessário encontrar um novo rumo, novas estratégias, e isso só vai ser possível com esta nova força politica”.
Para Rute Oliveira, “o concelho necessita urgentemente de uma nova oportunidade para conseguir potenciar-se com vista ao seu desenvolvimento económico e social”, bem como “definir um percurso de sucesso, assente num cenário de crescimento sustentável, promovendo o bem-estar de todos os bombarralenses”.
A par disso considera que “o Bombarral pode criar riqueza, mas precisa de uma economia qualificada, dinâmica e produtiva, e de uma administração municipal que a promova e centralize o concelho no coração do Oeste, já que o mesmo perdeu a sua identidade com os governantes anteriores”.
Além dos cabeças de lista também foram apresentados os candidatos às juntas de freguesias do concelho (União de Freguesias Bombarral / Vale Covo - Orlando Pereira, Roliça - Diogo Pereira e Carvalhal - Miguel Castelo).
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar