11-12-2019 Marlene Sousa Imprimir PDF     Print    Print

Dirigentes nacionais no jantar de natal do PS

Sala cheia no restaurante Paraíso (Tornada), no passado sábado, para o tradicional jantar de natal da Comissão Política Concelhia do PS das Caldas da Rainha. O secretário de Estado da Saúde, António Sales, e a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, marcaram presença.

José Ribeiro, presidente concelhia caldense do PS, Sara Velez, deputada na Assembleia da República, António Sales, secretário de Estado da Saúde, e Ana Catarina Mendes, líder parlamentar do PS

Questionado sobre o aval para a construção do novo hospital para a região Oeste nesta legislatura, o secretário de Estado da Saúde lembrou que em setembro foi criado um grupo de trabalho e agora é “preciso esperar pelo estudo que deve ser essencialmente técnico para se poderem tomar decisões políticas”.  

Sobre a falta de investimento no Centro Hospitalar do Oeste (CHO, nomeadamente de equipamento, António Sales recordou as obras que estão a decorrer no serviço de urgência, revelando que há “financiamento também para o equipamento”. 

Quanto ao apelo que o presidente da Câmara das Caldas tem feito em relação à ajuda da população e empresas para a compra de equipamento para o hospital, acusando o Governo de não cumprir a sua função, o secretário de Estado da Saúde disse que “tudo o que é emergido da sociedade civil é bem-vindo, no entanto, o Estado não se demite da sua responsabilidade de investir no Serviço Nacional de Saúde”.   

O governante falou também da regularização dos precários do CHO, mostrando-se confiante que o hospital das Caldas fará o seu percurso de forma positiva. 

O candidato à liderança do PSD, Luís Montenegro, esteve na passada semana nas Caldas onde acusou o atual Governo de ter deixado a saúde num estado “caótico”. “Eu não ouvi as suas declarações mas eu dir-lhe-ia que a partir de 2015 recuperámos cerca de 15 mil profissionais, 3900 médicos, cerca de 5600 enfermeiros, cerca de 770 técnicos de diagnóstico e tratamento e de facto houve uma recuperação financeira muito grande, com cerca de 1400 milhões de euros”, salientou António Sales. 

A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, falou das prioridades do orçamento de Estado, com “uma aposta nos serviços públicos, nomeadamente no Serviço Nacional de Saúde, na educação, na criação de emprego”.

“Apesar de termos feito um bom trabalho na erradicação da pobreza, uma política de valorização dos nossos salários é absolutamente imperiosa no nosso país para que haja mais igualdade e justiça”, adiantou Catarina Mendes.  

Quanto às eleições autárquicas em 2021 num concelho laranja mas que nas últimas eleições europeias e legislativas o PS tem ganho mais terreno, Catarina Mendes disse que o Partido Socialista privilegia o poder local e acredita que um bom resultado chegará. 

Presentes no jantar de Natal estiveram também Elsa Pais, dirigente das mulheres socialistas a nível nacional, deputados eleitos pelo círculo de Leiria, elementos da Comissão Política Concelhia do PS das Caldas da Rainha e militantes do partido. 

José Ribeiro, presidente da concelhia do PS das Caldas da Rainha, disse ser “um orgulho” contar com figuras nacionais do partido e que isso dá uma força redobrada para as próximas autárquicas”. “Nota-se bem a saturação das pessoas e que de facto está na altura ideal para mudarmos e nós vamos apresentar um projeto muito consistente para merecermos a confiança dos caldenses”, adiantou José Ribeiro. 

Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar