18-08-2018 Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Almanaque Lusa - 18 de agosto

Lisboa, 18 ago (Lusa) - Hoje é sábado, 18 de agosto, ducentésimo trigésimo dia do ano e Dia Internacional do Animal Abandonado. Faltam 135 dias para o final de 2018.

Este dia é dedicado a Santa Helena, mãe de Constantino, o Grande (Imperador).

Nos céus, a Lua atinge o Quarto Crescente, às 08:48.

O Sol nasce às 06:53 e o ocaso regista-se às 20:27.

No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 09:23 e 21:53, a baixa-mar, às 02:46 e 15:14.

Os nascidos nesta data pertencem ao signo de Leão, destacando-se o compositor italiano Antonio Salieri (1750), o estadista britânico Lorde John Russell (1792), o escritor Alain Robbe Grillet (1922), a atriz norte-americana Shelley Winters (1923), o virologista francês Luc Montagnier (1932).

Nesta data, em 1549, Inocêncio III criava a Diocese de Portalegre. Em 1833, na Guerra Civil que levaria à vitória Liberal de 1834, o Duque de Saldanha batia a divisão miguelista no Porto. Em 1834, na primeira sessão parlamentar, era discutida a proposta do ministro do Reino para que D. Pedro conservasse a regência até à maioridade de D. Maria II. Em 1836, eram estabelecidas as primeiras caixas económicas em Portugal, conhecidas por Montes de Piedade.

Em 1842, o extinto Convento da Boa-Hora, em Lisboa, era posto à disposição do Ministério da Justiça, para nele se instalarem os tribunais da capital. Em 1843, morria o compositor e pianista português João Domingos Bomtempo, fundador do Conservatório de Música (1835). Em 1850, morria o escritor francês Honoré de Balzac e, em 1891, o português Luz Soriano. Um ano depois, era inaugurada a praça de touros do Campo Pequeno, em Lisboa.

Em 1896, a declaração de insolvência do Banco do Porto e do Banco Comercial de Viana levou à corrida aos depósitos e à suspensão de todos os pagamentos. Em 1897, morria o médico português Sousa Martins. Em 1920, o Congresso norte-americano aprovava a 19ª emenda à Constituição, que atribuiu o direito de voto às mulheres. Em 1939, a URSS de José Estaline e a Alemanha de Adolf Hitler assinavam o pacto comercial, antes do Pacto de não-agressão. 1959 – Nasce a Sonae (Sociedade Nacional de Estratificados). A escritura de constituição da empresa é assinada no Porto. Afonso Pinto de Magalhães é o fundador e principal acionista, mas tem nove sócios.

Neste dia, em 1961, ao fim dos primeiros meses da Guerra Colonial, eram utilizados, pela primeira vez, os aviões caças-bombardeiros F84, da Força Aérea Portuguesa, a partir da Base de Luanda. Em 1964, o Apartheid justificava a expulsão da África do Sul dos Jogos Olímpicos. Em 1977, neste país, era preso o líder negro Stephen Biko, que não sobreviveu à tortura. No mesmo dia, nos EUA, morria o ator de comédia Groucho Marx.

Em 1991, morria Lindley Cintra, 66 anos, professor universitário, figura de prestígio na literatura portuguesa, na linguística e no ensino. Em 1994, o Supremo Tribunal da Austrália considerava válido o acordo celebrado entre o Governo australiano e a Indonésia para a exploração de petróleo no Mar de Timor. Em 1995, o presidente de S. Tomé e Príncipe, Miguel Trovoada, era libertado pelos militares golpistas, retomando as funções.

Em 2002, a União Europeia concedia uma ajuda de cinco milhões de euros aos países mais atingidos pelas enchentes do Elba e do Danúbio. Em 2003, o ministro francês da Saúde considerava "plausível" a morte de cerca de 5.000 pessoas, em França, na vaga de calor que assolou a Europa do Sul, entre 29 de julho e 14 de agosto.

Em 2004, a seleção portuguesa de futebol era eliminada dos Jogos Olímpicos de Atenas, no final da I Fase, com a derrota frente à Costa Rica. E o filme “O Milagre Segundo Salomé”, de Mário Barroso, inspirado no romance de José Rodrigues Miguéis, estreava-se em França.

Em 2005, morria Tonino delli Celli, 81 anos, cineasta italiano, diretor de fotografia dos filmes de Pier Paolo Pasolini, Federico Fellini e Roberto Benigni. Desaparecia ainda Freddy Alborta, 73 anos, fotógrafo italiano, autor da última fotografia do corpo de Che Guevara.

Em 2006, O PCP entregava no Ministério da Saúde um abaixo-assinado subscrito por 4.500 pessoas, para a construção do novo hospital de Torres Vedras e de centros de saúde na região do Oeste, enquanto terminava em Toronto, Canadá, a 16ª Conferência Internacional da SIDA.

Em 2007, era inaugurado o primeiro observatório solar da Península Ibérica, no Centro de Ciência Viva de Constância, e o jornal sueco Nerikes Allehanda publicava uma caricatura do profeta Maomé, gerando nova vaga de protestos no mundo islâmico.

Em 2008, a atleta portuguesa Vanessa Fernandes conquistava a medalha de prata na prova de triatlo dos Jogos Olímpicos Pequim2008, ao ficar em segundo lugar na prova individual, atrás da australiana Emma Snowsill.

Em 2011, morria Pierre Quinon, ex-atleta francês campeão olímpico de salto à vara nos Jogos de Los Angeles’84, aos 49 anos, em le Var, no sul de França, alegadamente por suicídio.

Em 2012, morria Santiago Carrillo, histórico dirigente comunista espanhol, aos 97 anos, na sua casa em Madrid, Espanha. Patrick Ricard, multimilionário e presidente do grupo de bebidas e licores Pernord-Ricard, morria, aos 67 anos. Morria Luiz Goes, cantor e uma das referências da canção de Coimbra, aos 79 anos, em Mafra.

Em 2013, o jamaicano Usain Bolt assumia a liderança do medalheiro individual da história dos mundiais de atletismo, na 14.ª edição, em Moscovo, ao somar o seu oitavo título, na estafeta de 4x100 metros. Bolt, que já havia ganho na Rússia os 100 metros (9,77 segundos) e os 200 (19,66), passou a contar oito medalhas de ouro e duas de prata, superando os norte-americanos Carl Lewis, Allyson Felix e Michael Johnson, todos também com oito cetros. Morria Jean Kahn, figura do judaísmo francês, que dirigiu a maior parte das instituições judaicas, aos 84 anos, em Estrasburgo.

Em 2014, beneficiando da desistência de alguns tenistas, João Sousa garantia o estatuto de cabeça de série no US Open, que arranca a 25 de agosto em Nova Iorque, e torna-se o primeiro tenista português a alcançar tal feito num torneio do Grand Slam. Morria Manuel Malta da Costa, considerado um dos melhores cavaleiros portugueses de sempre, aos 68 anos, vítima de cancro.

Em 2015, Arnaldo França, escritor e antigo ministro cabo-verdiano, morria aos 89 anos, na Cidade da Praia, vítima de doença prolongada.

Em 2016, morria Madalena Sotto, atriz que protagonizou o filme “A vizinha do lado”, aos 100 anos, no Porto. Margarida de Sousa Uva, mulher do antigo presidente da Comissão Europeia e ex-primeiro-ministro José Manuel Durão Barroso, morria aos 60 anos, vítima de doença oncológica.

 

Lusa/Fim.

 

 

 

 

 

 

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar