14-06-2018 Sociedade, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Novo Comandante da GNR de Castelo Branco quer mais cooperação com a Guarda Civil

Castelo Branco, 14 jun (Lusa) - O novo comandante do Comando Territorial de Castelo Branco da GNR, Jorge Ludovico Bolas, afirmou hoje que quer trabalhar junto das populações e na área de cooperação com a Guarda Civil espanhola ao nível de operações de fronteira.

"Em termos daquilo que conheço de Castelo Branco, as minhas expectativas são elevadas. Porque acho que existe muito espaço para fazer coisas, quer junto das populações, quer na área da cooperação com a nossa homóloga Guarda Civil em áreas de operações de fronteira", afirmou aos jornalistas o coronel Jorge Ludovico Bolas.

Este oficial superior, que faz parte de um conjunto de oficiais, que, pela primeira vez, foram formados na Academia Militar, especificamente para a GNR, disse que se avizinham tempos de mudança.

"Faço parte de um conjunto de seis oficiais, coronéis, recentemente promovidos, que estamos a assumir funções já e fomos formados exatamente para assumir funções de comando na Guarda. Portanto, temos maior responsabilidade, porque foi uma formação orientada e recai sobre nós alguma expectativa", explicou.

Jorge Ludovico Bolas adiantou que ele próprio tem a expectativa de que se veja a diferença em alguns dinamismos e em áreas onde, pelas qualificações que recebeu ao longo da sua vida profissional, houve um investimento institucional que espera que se traduza numa visão, em termos de policiamento, diferente daquilo que se vinha fazendo.

"Não porque os outros [comandantes] não soubessem, mas, enfim, porque há maiores expectativas", frisou.

O novo comandante da GNR de Castelo Branco esteve nos últimos anos ligado ao Grupo de Intervenção de Operações Especiais em concreto, onde trabalhou na área do crime especialmente violento e grave durante oito anos.

Contudo, tem também um histórico anterior em áreas de comando na área territorial, tendo passado por Loures, Alenquer e Vila Franca de Xira.

Já sobre os meios disponíveis, sublinhou que Castelo Branco não está depauperado face a outras regiões do país.

"Não diria que Castelo Branco está especialmente depauperado em relação aos outros. Porque houve uma retração em termos de efetivos que se assume a nível nacional. Eu diria que estamos a viver de um mal que é comum e estamos todos a gerir as existências e penso que essa boa gestão é que tem que ser melhorada e é isso que vamos tentar fazer aqui", concluiu.

Durante a cerimónia de tomada de posse, o Comandante Geral da GNR, Tenente-General Luís Francisco Botelho Miguel, explicou que o caminho estratégico está definido, sendo que a missão da GNR no distrito está alinhada nessa mesma estratégia.

Já sobre o novo comandante, Jorge Ludovico Bolas, adiantou que a sua experiência profissional é a garantia para levar a bom termo a sua missão.

 

CAYC // SSS

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar