01-06-2018 Cultura, Sociedade, Política, Lusa Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

BREVES: Cultura

Redação, 01 jun (Lusa) – Notícias breves de Cultura:

 

Caetano Veloso e filhos com data extra em Lisboa

 

O espetáculo “Ofertório”, que junta em palco Caetano Veloso e os filhos, Zeca, Moreno e Tom, tem uma data extra em Lisboa, dia 02 de agosto, anunciou hoje a promotora.

O Coliseu do Porto acolhe "Ofertório" no dia 30 de julho e o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, nos dias 01 e 02 de agosto, em data extra, culminando uma digressão que teve início no Brasil e que, em julho, chega à Europa, primeiro a França, passando depois pelo Reino Unido, Itália, Espanha e, por fim, Portugal.

“Ofertório” “é uma celebração do amor pela música e pela família”. “Há muito tempo tenho vontade de fazer música junto a meus filhos publicamente", afirma Caetano Veloso na apresentação do espetáculo. "Desde a infância de cada um deles, gosto de ficar perto. Cada um é um. Sempre cantei para eles dormirem. Moreno e Zeca gostavam. Tom me pedia para parar de cantar. Indo por caminhos diferentes, todos se aproximaram da música a partir de um momento da vida. Moreno, que nasceu vinte anos antes de Zeca, formou-se em Física. Tom, que nasceu cinco anos depois de Zeca, só gostava de futebol. Moreno e Tom já se profissionalizaram como músicos. Zeca, depois de passar parte da adolescência experimentando música eletrónica, começou a compor solitariamente. Quero cantar com eles pelo que isso representa de celebração e alegria, sem dar importância ao sentido social da herança”.

 

 

Portugal na Cimeira Europeia do Património Cultural

 

A Cimeira Europeia do Ano Europeu do Património Cultural realiza-se em Berlim no próximo dia 22 de junho, sob o mote "Sharing Heritage – Sharing Values" ("Partilhar património, partilhar valores"), divulgou hoje a embaixada portuguesa na Alemanha.

A definição de uma "Agenda Europeia e de um Plano de Ação para o Património Cultural, que fiquem como legado do Ano Europeu do Património Cultural", é um dos objetivos da Cimeira Europeia do Património Cultural, que vai contar com a participação do ministro português da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, do coordenador nacional do Ano Europeu do Património Cultural, Guilherme d´Oliveira Martins, e a diretora-geral do Património Cultural, Paula Silva.

A Cimeira é organizada pelo Deutsches Nationalkomittee für Denkmalschutz (Comité Alemão Nacional do Património Cultural), a entidade coordenadora do ano europeu na Alemanha, a Stiftung Preußischer Kulturbesitz (Fundação para o Património Cultural Prussiano) e pela Europa Nostra, rede de trabalho da sociedade civil, representada em Portugal pelo Centro Nacional de Cultura.

Portugal foi convidado a integrar o então grupo de trabalho para o Ano Europeu do Património Cultural, pela tutela alemã da Cultura (Beauftragte für Kultur und Medien), por ocasião de reunião bilateral de titulares da pasta da cultura em 2015, promovida pela Embaixada de Portugal/Camões Berlim, segundo a representação portuguesa, na Alemanha.

 

 

Palco das Alcaçarias do Festival de Fado de Alfama com cartaz completo

 

Os fadistas Artur Batalha, Filipa Cardoso, Maria da Nazaré, Ana Marta e Jorge Roque constituem o cartaz do palco do Festival do Fado de Alfama, instalado no Largo das Alcaçarias, em Lisboa, que se realiza em finais de setembro, divulgou a organização.

Artur Batalha, de 67 anos, que a crítica musical apontou como “príncipe do fado” e venceu, em 1971, a Grande Noite do Fado de Lisboa, atua em 28 de setembro, no mesmo dia em que sobem ao palco das Alcaçarias Filipa Cardoso e Ana Marta, distinguida em 2011 com o Prémio Amália Revelação.

No dia 29 atuam Maria Nazaré, com mais de 50 anos de carreia, distinguida com um Prémio Amália Melhor Intérprete, em 2013, e com um Prémio Carreira pela Casa da Imprensa, em 2003, enJorge Roque, vencedor, em 2010, do concurso televisivo "Operação Triunfo", que frequentou o Berklee College of Music, em Boston, tendo editado, em 2013, o seu primeiro álbum de originais, “Às Vezes”.

Do cartaz do festival fazem já parte Dulce Pontes, Paulo de Carvalho, Maria Emília, João Chora, Teresa Tapadas, António Parreira, Ricardo Parreira e Paulo Parreira, Ângelo Freire, Raquel Tavares, Alexandra, António Pinto Basto, Maura, Cristina Maria, Carlos Leitão, Marta Pereira da Costa e Pedro Jóia.

 

 

Sandra Correia apresenta novo álbum no Museu do Fado

 

A fadista Sandra Correia apresenta na próxima terça-feira, às 19:00, no terraço do Museu do Fado, em Lisboa, o seu novo álbum "Aqui Existo".

“As composições belíssimas e as histórias que vai cantar são as histórias onde todos existimos, num ambiente musical intenso”, afirma em comunicado o museu.

A fadista é acompanhada por Ângelo Freire, na guitarra portuguesa, Pedro Soares, na viola de fado, Marino Freitas, no baixo, Vicky Marques, na percussão, e João Frade, no acordeão, contando com a “participação especial” de Mário Pacheco, na guitarra portuguesa.

“Aqui Existo” é o terceiro álbum de Sandra Correia, “composto por fados inéditos, de estrutura tradicional, e outros temas acompanhados por um trio de fado, ensemble de cordas e convidados de várias outras áreas da música”, afirma o museu, segundo o qual “Sandra Correia junta maioritariamente autores que, ao longo dos últimos três anos, têm composto e escrito para trabalhos seus, temas com os quais se identifica”.

O museu realça ainda a “extensão vocal e expressão interpretativa”, que “refletem uma artista superior, madura, serena e tranquila”.

 

 

Apresentação do novo número da revista Aldraba em Lisboa

 

O antropólogo Pedro Prista, professor no ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, apresenta, na próxima segunda-feira, pelas 19:00, na sede da Junta de Freguesia das Avenidas Novas, em Lisboa, o n.º 23 da revista Aldraba.

A sessão de apresentação, no palacete situado no n.º 1 da avenida de Berna, em Lisboa, gizado pelo arquiteto Norte Júnior, e construído em 1908, conta ainda com a participação da escritora Alice Vieira, e da presidente da Junta de Freguesia, Ana Gaspar.

A revista Aldraba é uma edição da Associação do Espaço e Património Popular, que neste número conta com as participações do investigador José Alberto Franco, com um artigo sobre o Jardim da Estrela, em Lisboa, do poeta Luís Maçarico, que escreve sobr “Eugénio de Andrade: o poeta que valorizou a cultura popular”, de Nuno Roque da Silva, que lembra o 'gobelin' (tapeçaria executada na Manufacture Nationale des Gobelins, em França), do imperador Napoleão I, ou ainda de Marco Valente, sobre “Velhas lendas do Castro dos Ratinhos”, no concelho baixo-alentejano de Moura, e de João Coelho sobre a ”confeção tradicional da broa, numa aldeia beirã”.

 

 

Aulas de dança em Lisboa e no Porto

 

Um ciclo de aulas de dança gratuitas inicia-se no próximo domingo, pelas 10:00, em Lisboa e no Porto, e vai decorrer ao longo do verão, no âmbito das festas das duas cidades.

Em Lisboa, o primeiro cenário das aulas é o Jardim da Guitarra, em frente ao estuário do Tejo, com danças originárias de diferentes países, “que podem ir dos ritmos latinos ao Bollywood, passando pelo kuduro, afro tribal e ritmos brasileiros, ao longo de todo o verão”, segundo nota da organização.

No Porto, o cenário da aula de abertura é o Jardim de S. Roque, na antiga Quinta do Lameiro, na zona de Bonfim.

 

NL // MAG

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar