03-05-2018 Economia, Lusa, Caldas da Rainha Lusa / Notícias Imprimir PDF     Print    Print

Caldas da Rainha e Alcobaça criam marca para cutelarias dos dois concelhos

Caldas da Rainha, Leiria, 03 mai (Lusa) - Oito das maiores empresas de cutelaria do país lançaram hoje a marca ‘Cutelarias de Santa Catarina e Benedita' para certificar um dos cinco maiores 'clusters' europeus do setor, localizado nos concelhos das Caldas da Rainha e Alcobaça.

A marca ‘Cutelarias de Santa Catarina e Benedita' vai certificar a cutelaria produzida em empresas do concelho das Caldas da Rainha e de Alcobaça, que no conjunto constituem “um dos cinco principais 'clusters' do setor na Europa”, afirmou Samuel Serrazina, administrador da Jero.

O selo lançado hoje em Santa Catarina, no concelho das Caldas da Rainha, conta com a adesão de oito empresas de Santa Catarina (freguesia das Caldas da Rainha) e da Benedita (Freguesia de Alcobaça), que nos seu conjunto representam um volume de negócios “superior a 40 milhões de euros” e a produção de 15 a 16 milhões de peças de cutelaria por ano, divulgaram os proprietários das empresas durante a apresentação da marca.

O setor é ainda “responsável por mais de mil postos de trabalho diretos” e dinamiza um número não apurado de trabalhadores indiretos, através das fábricas de moldes, embalagens e cortantes, explicaram os empresários.

O projeto, que vinha sendo discutido há cerca de oito anos, culminou hoje com oito empresas a assinarem os termos e utilização do símbolo nas suas peças, como “um selo de qualidade da região”, que, sublinhou o presidente da Câmara de Alcobaça, Paulo Inácio, pela primeira vez “se associa para a promoção conjunta no mercado nacional e internacional”.

Fernando Tinta Ferreira, presidente da Câmara das Caldas da Rainha, defendeu a ideia de que as empresas poderão ainda “reforçar a valorização da marcar” através da criação de “uma associação do setor” que, a par com a promoção da região, procure soluções para “a dificuldade de mão-de-obra especializada na região” e para “atrair trabalhadores de outras zonas do país”.

A marca que de futuro distinguirá a cutelaria regional foi registada pela AIRO – Associação Empresarial da Região Oeste, que liderou o concurso para a criação do logotipo, a que concorreram 16 designers.

O eixo Benedita-Santa Catarina é, no país, aquele em que existe a maior concentração de fábricas de cutelaria, rivalizando com regiões como Soligen (na Alemanha), Thiérry (França), Sheffield (Inglaterra) e Albacete (Espanha).

 

DYA // ARA

Lusa/Fim

Fonte: VIP - Oeste Global - Jornal Oeste Online / Lusa - © Direitos Reservados (conteúdo exclusivo protegido por contrato)
COMENTÁRIOS
Deverá efectuar login, ou registar-se, para poder comentar este conteúdo.
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar