23-12-2020 Mariana Martinho Imprimir PDF     Print    Print

Tiago Macena, aluno do Institute of Masters of Wine, visitou a EHTO

O enólogo e aluno do The Institute of Masters of Wine, Tiago Macena visitou no passado dia 16 de dezembro, a Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO), nas Caldas da Rainha, no âmbito da aula aberta sobre Regiões Vitivinícolas de Portugal do Curso de Escanção. Esta visita, que surgiu por iniciativa do formador Rodrigo Martins, permitiu ao engenheiro agrónomo, com especialidade em Viticultura e Enologia partilhar o seu “conhecimento e experiência no setor dos vinhos do Dão”, com os alunos.

O engenheiro agrónomo marcou presença na aula aberta sobre Regiões Vitivinícolas de Portugal do Curso de Escanção
Além de apresentar “uma região que tanto gosto, o Dão, a esta plateia de escanções”, Tiago Macena, também falou do seu “grande desafio profissional”, que passa pela obtenção da certificação do The Institute of Masters of Wine, com sede em Londres. “Encontro-me a meio do processo falta-me apenas realizar o exame prático, que espero que seja em junho de 2021”, disse o consultor agrónomo, adiantando que “este título é uma das mais antigas e prestigiadas certificações a nível mundial, que existe desde 1953 e que conta com cerca de 300 peritos espalhados por cerca de 30 países, com maior ênfase de candidatos britânicos”.
O facto de ser “uma formação muito exigente, com inúmeras barreiras” fez com que ainda “não haja nenhum português certificado com este título”, e por isso “poderei ser o primeiro, mas não é isso que me move”, apontou Tiago Macena, que tem como mentor e formador, o brasileiro, Dirceu Vianna Júnior.
Para o engenheiro agrónomo, “o titulo de Master of Wine não é só um certificado, mas também um percurso, que me obriga a estudar, a conhecer a minha região e outras do mundo, e ainda a perceber o mercado mundial de vinhos, como quem compra o quê a quem, e a que preço, ou seja, em termos técnicos me fará um profissional mais preparado na área”.
Em relação aos cursos de escanção, Tiago Macena sublinhou que “a formação é fundamental e quanto melhor souber fazer o que fazemos, melhor preparados estamos para vender o produto”. “E esta formação de escanção é muito isso. É chegar a uma mesa de um restaurante, perceber quem está do outro lado, se vai gostar de um vinho mais fresco ou complexo, tinto ou branco, e nós, enólogos termos a capacidade de responder”, explicou.
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar