20-09-2018 JL Imprimir PDF     Print    Print

Nazaré é o município com mais pagamentos em atraso

Os pagamentos em atraso dos municípios portugueses aumentaram 11 milhões de euros no primeiro semestre face ao final de 2017, para 108,7 milhões de euros.

O relatório sobre execução orçamental da administração local indica que "a maior variação ocorreu no Município de Penafiel com um aumento de quase cinco milhões de euros".
Penafiel era, em final de Junho, o segundo município com mais pagamentos em atraso, no valor de 16,6 milhões de euros, sendo a Nazaré o município com mais pagamentos em atraso, com 18 milhões de euros (acima dos 17,2 milhões de final de 2017).
Os pagamentos em atraso são dívidas já vencidas em atraso há mais de 90 dias.
Segundo o mesmo relatório, no qual a agência Lusa baseia a notícia sobre o endividamento crescente de algumas Autarquias, refere que no final de junho havia 20 municípios que tinham pagamentos em atraso acima de um milhão de euros. Esses municípios tinham pagamentos em atraso de 98,7 milhões de euros, cerca de 90% da dívida vencida e não paga há mais de três meses.
Nazaré e Penafiel lideram este 'ranking', com pagamentos em atraso de 18 milhões e 16,6 milhões de euros, respectivamente.
Contudo, é necessário ter em conta que os valores absolutos têm de ser comparados com a receita que cada município consegue obter (sendo para isso usados de 2017), uma vez que isso indica a capacidade de pagar a dívida.
No caso da Nazaré os 18 milhões de euros de pagamentos em atraso representam 140% da receita efectiva cobrada pelo município da Nazaré em 2017, ou seja, ficam acima da receita cobrada em todo o ano anterior.
No total, estes 20 municípios tinham 98,7 milhões de euros de pagamentos em atraso, acima 10,4 milhões de euros do valor de final de 2017.
Já no mesmo período do ano passado (junho de 2017), os municípios com pagamentos em atraso superiores a um milhão de euros tinham um 'stock' em atraso de 106 milhões de euros, pelo que em termos homólogos houve uma melhoria em 7,3 milhões de euros.
No total dos 308 municípios, os pagamentos em atraso ascendiam a 108,7 milhões de euros em junho, o que significa mais 11 milhões de euros do que os 97,7 milhões de euros dos pagamentos em atraso em dezembro de 2017, mas menos 14,8 milhões de euros do que os 123,5 milhões em atraso em junho de 2017.
Os municípios com prazos de pagamento superiores a um ano são Nazaré e Vila Real de Santo António, ou seja, precisamente os mesmos que têm maiores pagamentos em atraso.
Fonte: Lusa
Tags:

 
pub
Classificados LUCKY PANDA.BIZ
Opinião
Ciência & Tecnologia

A carregar, por favor aguarde.
A Carregar